México

Explosivo e goleador

Uma exibição de gala. Assim pode ser definido o desempenho de Christian Benítez no último fim de semana. Com três gols, excelente movimentação, boas arrancadas e chutes potentes, um estádio Azteca ainda longe de sua lotação máxima presenciou e melhor exibição de um jogador nesse torneio Apertura. Um “Chucho” inspirado colocou de vez o conjunto de Coapa como um dos favoritos ao título.

Pela primeira vez sob o comando de Miguel Herrera, os Cremas somaram quatro triunfos consecutivos. Vale dizer que o clube não havia somado nem mesmo dois triunfos sequenciais na edição atual. A mudança de rumo no desempenho dos Millonetas pode ser creditada em partes às mudanças implantadas por Herrera, à ressurreição do meia argentino Daniel Montenegro ou até às afirmações de Diego Reyes e Raúl Jiménez, duas promessas nas quais a direção canária deposita muitas fichas. Mas, acima de tudo, cada vez mais as boas atuações do clube parecem depender da inspiração de Benítez.

Duvida? O equatoriano marcou em seis das oito vitórias das águias no Apertura. Nessas oito partidas, aliás, anotou nove gols. Quando não marca ou não joga, o esquema montado por Herrera perde poder de fogo e quase não oferece ameaça a defesa adversária. Ainda que tenham qualidade, os demais atacantes do elenco americanista estão anos-luz atrás de Benítez. Antonio López e Raúl Jiménez são ainda jovens demais e carecem de maturidade, sucumbido à pressão de atuar em um dos clubes mais populares do país azteca.

Benítez não enfrenta esse problema. Ainda que tenha somente 26 anos, atua profissionalmente desde os 18 anos e em solo mexicano nunca marcou menos de 14 gols em uma temporada. Atua ainda melhor nos clássicos e jogos contra adversários mais duros. Acostumado a pressão, o irreverente atacante equatoriano foi responsável pelo maior valor já pago por um clube azteca para arrematar um jogador. Os 10 milhões de dólares pagos ao Santos há cerca de um ano e meio poderiam resultar em uma queda no desempenho do jogador, até pela expectativa gerado em torno de sua chegada. Mas não. Benítez foi às redes 33 vezes desde que chegou à capital e se consolidou como o melhor e de maior potencial jogador da Liga MX.

O equatoriano é, sem dúvidas, o jogador mais explosivo do futebol azteca. É notório que, quando resolve acordar, Benítez é simplesmente imparável no campeonato nacional. Todos sabem do seu poder de fogo. O problema são alguns “apagões” que o garoto dos “10 milhões” costuma ter. Esses sumiços costumam coincidir com as fases mais apagadas do América.

Os Azulcremas precisam desse potencial equatoriano para pôr fim ao jejum de conquistas. E o camisa 11 poderá entrar de vez no roll dos maiores do futebol mexicano. O momento é propício. E “Chucho” parece cada vez mais disposto a aproveitá-lo.

Liguilla da Liga de Ascenso

Concluídas as 14 rodadas da primeira fase do Apertura 2012, a Liga de Ascenso definiu os confrontos da Liguilla, que começam no próximo fim de semana. Com uma excelente arrancada na reta final, somando quatro vitórias consecutivas, o Necaxa garantiu a liderança e a vaga direta nas semifinais. Dono de um ataque poderoso, comandado pela dupla Víctor Lojero e Danny Santoya, os Rayos aguardam o vencedor do duelo entre Neza (2º colocado) e o campeão da Copa MX Dorados (7º).

Na outra perna, os recém-rebaixados Estudiantes Tecos (3º) enfrentam o La Piedad (6º), em busca do direito de jogar a semifinal contra o vencedor do confronto entre Lobos BUAP (4º) e Mérida (5º). Lembrando que o vencedor do Apertura garante vaga no playoff contra o campeão do Clausura na briga pela única vaga na elite do futebol azteca na próxima temporada.

Curtas

– Seleção Trivela da 16ª rodada do Apertura mexicano: José Corona (Cruz Azul), Paul Aguilar (América), Juninho (Tigres), Hugo Ayala (Tigres) e Gregorio Torres (Atlas); Édgar Andrade (Jaguares), Marco Fabián (Chivas), Daniel Montenegro (América) e Darwin Quintero (Santos); Nelson Mas (León) e Christian Benítez (América); T: Miguel Herrera (América);

– De forma heroica, o Dorados de Sinaloa conquistou o título da Copa MX Apertura 2012 sobre o Correcaminos. Após empate por 2×2 no tempo normal, o clube de Culiacán venceu nos pênaltis por 5×4 jogando no estádio adversário e levou a taça;

– O herói do título foi o goleiro Alfredo Frausto, que empatou a partida com um gol de centroavante já nos acréscimos e ainda converteu a cobrança decisiva nas penalidades;

Costa Rica

– Com uma emocionante vitória no Clássico da Costa Rica, o Saprissa tomou a liderança da Alajuelense, alcançando 36 pontos em 18 jogos e mantendo os rivais com 34. O Herediano goleou o Puntarenas por 4×1 e chegou aos 30 pontos, na terceira colocação;

– O Limón, que superou o Deportivo San Carlos e chegou aos 29 pontos, ocupa a quarta colocação e fecha o grupo dos classificados para as semifinais, faltando quatro rodadas para o fim da primeira fase do Torneio de Invierno da Primera División;

El Salvador

– Mesmo derrotado em casa para a UES, o Isidro Metapán manteve a ponta do Apertura da Liga Mayor, com  27 pontos em 14 partidas. O Águila também perdeu em casa, para o Atlético Marte, e, com 24 pontos, foi ultrapassado pelo Alianza, que bateu o Once Municipal e chegou a 26, na vice-liderança;

– Faltando quatro rodadas para o fim da fase regular, Isidro Metapán, Alianza, Águila e FAS ocupam as quatro primeiras posições que dão vaga nas semifinais do Apertura;

Guatemala

– Com uma derrota para o Heredia e uma vitória sobre o Mictlán, o Comunicaciones manteve a liderança do Apertura da Liga Nacional, com 41 pontos em 19 partidas. O Municipal goleou o Juventud Escuintleca, mas cedeu o empate para o Malacateco já nos acréscimos e perdeu a chance de encostar de vez na briga pelo topo, alcançando 38 pontos;

– Faltando três rodadas para o fim da primeira fase, Comunicaciones, Municipal, Heredia (34 pontos), Xelajú (32) e Halcones (29) já estão classificados para as quartas de final. Malacateco (25), Suchitepéquez (24) e Marquense (20) completariam, hoje, as vagas para a fase final;

Honduras

– Com um empate sem gols frente ao Real España, o Olímpia garantiu matematicamente a liderança do Apertura, chegando aos 33 pontos em 16 partidas. Vice-líder, o Victoria empatou com o Atlético Choloma e, com 25 pontos, também está próximo de garantir a segunda vaga direta nas semifinais da Liga Nacional;

– Com Olímpia e Victoria no topo, Motagua (22 pontos), que goleou o Marathón por 4×0, Vida (21), Real España (20) e Marathón (20) estariam classificados para a fase prévia da Liguilla, faltando duas rodadas para o fim da fase regular;

Panamá

– Após um revés para o Sporting San Miguelito, o Río Abajo manteve os 29 pontos e perdeu a liderança do Apertura para o Árabe Unido, que superou o San Francisco e chegou aos 31 pontos em 17 jogos. Ambos já estão garantidos nas semifinais da Liga Panamenha;

– Plaza Amador (25 pontos), Chepo (24) e Chorrillo (24) empataram seus duelos e mantiveram a diferença na briga pelas duas vagas restantes na fase final, restando apenas uma partida;

– Na rodada decisiva, Chorrillo e Plaza Amador fazem um confronto direto com os visitantes jogando pelo empate, enquanto o Chepo visita o líder precisando da vitória para não depender de nenhum outro resultado.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo