México

Derrocada azteca

Contrariando a primeira impressão da estreia, a segunda rodada da Copa Libertadores 2011 foi desastrosa para os times mexicanos que disputam o torneio. Foram três derrotas em três partidas, nove gols sofridos e apenas um marcado. Foram também as primeiras partidas disputadas pelos clubes longe de seus domínios.

Apesar do bom início dos clubes na competição, pode-se dizer que as primeiras impressões apontavam nessa direção, com triunfos pouco contundentes sobre adversários mais fracos e até derrota jogando em casa. Um impressão que se confirmou com os três fracassos na última semana.

O caso mais dramático é o do San Luis, que sofreu sua segunda derrota consecutiva e ainda não somou pontos na competição. Jogando em Callao, os Gladiadores sofreram dois gols nos últimos cinco minutos de jogo, e viram o San Martín, do Peru, assumir a liderança do grupo A, com seis pontos, enquanto os Tuneros seguram a lanterna da mesma chave.

O América, por sua vez, até saiu na frente do Argentinos Juniors, no estádio Diego Armando Maradona, com um gol de cabeça de Montenegro, na metade da primeira etapa após cruzamento de bola parada, mas não foi páreo para o time argentino, que empatou ainda no primeiro tempo, após um pênalti infantil cometido pela zaga Crema. E convertido pelo paraguaio Salcedo, ex-Jaguares.

O próprio Salcedo virou o jogo na segunda parte do duelo, completando cruzamento no meio da área, aos 28 minutos. E, já nos acréscimos, Sánchez Prette anotou um golaço de fora da área para colocar o time argentino na liderança do grupo 3, com quatro pontos. Menos mal para os Millonetas que o Fluminense empatou sua segunda partida em casa, resultado que mante o conjunto de Coapa na segunda posição da chave, com três pontos.

Já o Jaguares teve o pior desempenho possível em seu primeiro encontro contra um time favorito ao título. Frente aos atuais campeões do Internacional, os da selva foram facilmente dominados no Beira-Rio e sofreram uma humilhante goleada por 4×0, com três gols contando com falhas e/ou omissões por parte da zaga chiapaneca.

Ao fim da primeira etapa, o time já perdia por dois gols, graças ao argentino Bolatti, autor dos dois tentos, e já um dos vice-artilheiros da Libertadores, com três gols. No segundo tempo, Leandro Damião, aproveitando rebote do goleiro Villalpando após falta cobrada por Kléber, e Oscar, em um forte chute de fora da área, já nos acréscimos, deram números finais à partida, deixando os Felinos na terceira posição no grupo 6.

Mais do que os resultados em si, o placar das três partidas dos clubes aztecas nessa rodada da Libertadores foi um balde de água fria nas pretensões dos times em um caminho mais glorioso no torneio.

Presas fáceis em partidas disputadas longe de seus domínios, sofrendo com constantes falhas de suas defesas e com menos experiência na competição que times sul-americanos, pouco parece que os clubes mexicanos podem chegar longe nessa edição da Copa Libertadores.

Mesmo os Canários, que parecem os melhores candidatos a classificação, seja pelo elenco, seja pelos resultados anteriores no torneio, oscilam demais tanto na taça continental quanto na liga nacional, e não aparentam ter fôlego para repetir as semifinais alcançadas nos anos de 2000, 2002 e 2008.

Para complicar, América e Jaguares não estão próximos da classificação para a Liguilla nacional, com os Jaguares fortemente preocupados com o rebaixamento, enquanto o San Luis começa a sofrer uma queda de rendimento na Primera División. Um panorama ainda obscuro para os candidatos aztecas no restante da temporada.

Concacaf Champions League

Nas partidas de ida da Concacaf Champions League, Cruz Azul e Monterrey saíram na frente em seus duelos contra Santos Laguna e Toluca, respectivamente, pelas quartas-de-final do torneio.

Jogando em casa, os Cementeros bateram os Laguneros com gols de Javier Orozco e Christian Giménez aos 13 e aos 23 do segundo tempo. A vitória do Monterrey, contudo, foi conquistada com um gol de falta anotado pelo paraguaio Osvaldo Martínez aos 36 minutos do segundo tempo, no estádio Nemesio Díez, em Toluca.

Ambas equipes derrotadas terão missões difíceis de reverte a vantagem de seus adversários. Os Guerreros pela boa vantagem de dois gols e os Diablos por ter de buscar o resultado na casa do adversário. As partidas decisivas serão disputadas essa semana.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo