México

Aos 36 anos, Gignac foi artilheiro do Campeonato Mexicano pela terceira vez pelo Tigres

Com 11 gols em 16 jogos, Gignac conquistou a artilharia do Clausura Mexicano, que terminou a sua fase de classificação e vai aos playoffs

O atacante francês André-Pierre Gignac conquistou a artilharia do Clausura 2022 com 11 gols marcados pelo Tigres em 16 jogos, que terminou em segundo na competição e vai agora para os playoffs. É a terceira vez que o jogador é artilheiro no México desde que chegou em 2015. Antes já tinha sido artilheiro no Clausura 2016 e no Apertura 2018.

O ex-jogador do Olympique de Marseille não jogou a última rodada da fase de classificação, contra o Atlas, por um problema muscular, nesta 17ª e última rodada. Mesmo sem entrar em campo, ele não foi ultrapassado pelos rivais, o uruguaio Rodrigo Aguirre, do Necaxa, e o argentino Nicolas Ibanez, este último machucado. Os dois tinham nove gols.

“Sou grato aos meus companheiros, a comissão técnica e à diretoria do clube. É para vocês, torcedores, que tonaram tudo possível”, afirmou o jogador pela conquista do posto de artilheiro. No México, o que vale para fins de artilharia é a fase de classificação. Os playoffs são contados à parte.

Ao se sagrar artilheiro, Gigac ainda ajudou o Tigres a conquistar uma marca histórica: foi a primeira vez desde a temporada 1978/79 que um clube teve dois artilheiros diferentes nos dois torneios da temporada. Naquele ano, Hugo Sánchez e o brasileiro Cabinho foram artilheiros pelo Pumas nos dois torneios da temporada, cada um deles com 26 gols marcados.

Cabinho, apelido de Evanilson Castro Silva, foi revelado pelo América de Rio Preto, no interior de São Paulo, e jogou por Flamengo, Atlético Mineiro e Portuguesa quando foi vendido para o futebol mexicano, em 1974. Jogou no Pumas de 1974 a 1979, onde viveu o seu auge e marcou mais gols, 151 gols em 184 jogos, e depois passou por Atlante, León, Paysandu e terminou a carreira no Tigres, de 1986 a 1988.

Desta vez, Nico López, ex-Internacional, foi o artilheiro do Apertura 2021 com nove gols e agora Gignac foi o artilheiro do Clausura 2022 com 11 gols, ambos torneios parte da temporada 2021/22. Naquela ocasião, em 1979, o Pumas chegou até a final com o seu ataque mortal, mas nenhum dos artilheiros marcou na decisão e o campeão foi o Cruz Azul.

O Tigres de Gignac e Nico López terminou em segundo na classificação geral com 32, atrás do Pachuca, líder com 38. Os quatro primeiros ganham uma vaga direta nas quartas de final, enquanto do quinto ao 12º disputam uma repescagem em mata-mata para decidir quem sobrevive. Os jogos são em partida única para definir quem avança. A partir das quartas de final, os duelos são em ida e volta.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo