EuropaLeste Europeu

Clássico reaquece futebol sérvio

Foi um daqueles jogos para o torcedor não esquecer, até porque, nenhum estava nas arquibancadas do Marakana para assistir o clássico entre Estrela Vermelha e Partizan Belgrado. Devido a incidentes provocados pela torcida do Estrela no empate em 1 a 1 com o Hadjuk Kula, em 2 de dezembro, a equipe foi obrigada a jogar com portões fechados. Foi uma pena, porque o dérbi de número 132 entre os eternos rivais foi espetacular.

Antes da partida começar, o Partizan liderava a Serbian Superliga com 41 pontos, seis a mais que o Estrela Vermelha, segundo colocado. Na Sérvia, o formato de disputa é um pouco diferente. Doze times jogam entre si em turno e returno. Após as 22 rodadas, mais 11 são formuladas a partir da classificação do momento, com isso, os seis primeiros têm a vantagem de fazer um jogo a mais em casa nas rodadas finais. Ao todo cada equipe disputará 33 jogos, e ainda estamos na 18ª rodada.

De qualquer modo, o dérbi entre Estrela Vermelha e Partizan tinha contornos de partida decisiva. Isso sem falar nos ingredientes extras: era a estréia do técnico Aleksandar Jankovic pelo Estrela e o primeiro clássico de Slavisa Jokanovic no comando do Partizan.

Pedrag Lazic abriu o marcador para os visitantes logo aos três minutos de jogo. Sem torcida para pressionar, o Estrela Vermelha soube lidar com a desvantagem e buscou o empate, que apareceu rapidamente, aos 19 minutos, com Dejan Milovanovic. Daí apareceu a estrela do jogo, o equatoriano Segundo Castillo (foto).

Com dois gols, aos 36 minutos do primeiro tempo e aos 11 do segundo, o meia equatoriano decidiu o dérbi. Ele ainda infernizou os adversários do Partizan com seus dribles no meio-campo. No final, o Estrela Vermelha ainda teve tempo para marcar mais um, de pênalti, com Nenad Milijas. No final, o placar de 4 a 1 foi estonteante para as pretensões da equipe na Serbian Superliga, que luta pelo tricampeonato.

“Essa é uma vitória muito importante para o Estrela Vermelha, porque cortamos a vantagem dos nossos eternos rivais pela metade. Conseguimos mostrar nossa força mais uma vez e revertemos o placar. Temos que continuar jogando no mesmo ritmo, assim poderemos defender o título. Muitos gols foram marcados, é uma pena que os torcedores não puderam comparecer ao estádio. Mas tenho certeza que muitos deles assistiram pela televisão e torceram por nós”, afirmou Castillo após a vitória. Foi a primeira vez na história que o dérbi de Belgrado foi disputado sem torcedores.

O equatoriano quase fez história no jogo também. Se tivesse convertido mais um gol, seria o primeiro estrangeiro a marcar um hat-trick no dérbi. “Claro que queria marcar um hat-trick. Eu pensei em cobrar o pênalti, mas há regras na equipe. Milijas é o responsável pelas cobranças e não houve dilemas quanto a isso. Há ainda tempo para eu marcar um hat-trick e estou feliz por ter ajudado o Estrela a alcançar essa importante vitória com meus dois gols”, completou Castillo.

Com isso, a disputa pelo título sérvio volta a ficar totalmente aberta. Faltam muitas rodadas ainda, e mesmo com o Vojvodina correndo por fora (34 pontos), o troféu deve ficar com um dos gigantes de Belgrado.

CURTAS

BULGÁRIA
– No recomeço do Campeonato Búlgaro, o CSKa Sofia tropeçou em casa e ficou no 0 a 0 com o Litex. Ainda lidera a competição, com 42 pontos em 16 rodadas, oito a mais que Levski e Lokomotiv Sofia, que venceram suas partidas.

CROÁCIA
– O Campeonato Croata possui a mesma fórmula de disputa do Sérvio. Após 21 rodadas, o Dinamo Zagreb tem ampla vantagem sobre o segundo colocado, Rijeka: 52 pontos contra 38. O tricampeonato é questão de tempo.

ROMÊNIA
– O Dinamo Bucareste trocou de treinador nesta semana. A equipe romena demitiu Cornel Talnar e confirmou Gigi Multescu como seu substituto à frente da equipe. Campeão romeno na temporada passada, o Dinamo Bucareste cumpre uma campanha decepcionante nesta edição do torneio. A equipe ocupa a sexta posição, onze pontos atrás do líder CFR Cluj.

SÉRVIA
– O ministério do interior da Sérvia emitiu nesta semana um mandado de prisão do presidente da federação de futebol do país (FSS), Zvezdan Terzic. O dirigente é acusado de abuso de poder, depois de ficar provado que ele teve lucro ilegal de 1,1 milhão de marcos alemães em uma transferência na época em que trabalhava como diretor do OFK Belgrado. Terzic está foragido.

– Mais deste colunista em seu blog.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo