Serie A

Internazionale reforça mais o seu ataque com a chegada de Joaquín Correa, da Lazio

Com Dzeko no elenco, a Inter assegurou também Joaquín Correa, que já trabalhou com o técnico Simone Inzaghi na Lazio

A Internazionale anunciou uma nova contratação para o seu ataque: Joaquín Correa. O argentino, de 27 anos, chega da Lazio, onde trabalhou com o técnico Simone Inzaghi. A contratação é por empréstimo, ao custo de € 5 milhões, com obrigação de compra por € 25 milhões, dadas algumas condições. O contrato assinado, então, um contrato até 2025. No clube de Milão, Correa vestirá a camisa 19.

LEIA TAMBÉM: Beppe Marotta diz que Lukaku quis sair, mas Lautaro Martínez pediu explicitamente para ficar na Internazionale

Correa era o nome preferido de Inzaghi para o ataque. Houve conversas por Duvan Zapata, da Atalanta, mas não houve acordo. Outro nome foi o de Marcus Thuram, do Borussia Mönchengladbach, mas ele se machucou. Em ambos os casos, não houve acordo financeiro para a contratação. Se especulou também Andrea Belotti, do Torino, mas essa opção só seria acionada caso o negócio com Correa não saísse.

Formado na base do Estudiantes, Joaquín Correa chegou ao futebol italiano em 2015, contratado pela Sampdoria. De lá, foi para o Sevilla em 2016 e retornou à Serie A em 2018, desta vez para defender a Lazio. Foram 117 jogos e 30 gols marcados.

Joaquín Correa é um atacante que tem velocidade, movimentação e pode ser complementar a jogadores como Dzeko e Lautaro, que atuam normalmente mais centralizados, como centroavantes. Se parece mais com o estilo de Alexis Sánchez, também no elenco.

É o segundo reforço para o ataque do time. O primeiro foi Edin Dzeko, antigo sonho nerazzurro. Com Correa, a Internazionale fecha seu ataque, com Lautaro Martínez como seu principal nome, Edin Dzeko, Alexis Sánchez e Joaquín Correa. Há ainda os garotos Eddie Salcedo e Martín Satriano, que jogaram na pré-temporada e podem permanecer no grupo para a temporada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo