ItáliaSerie A

Fiorentina doou €1,5 milhão para apoiar a família de Astori, seu eterno capitão

As lembranças de Davide Astori permanecem vivas na Fiorentina. As referências ao antigo capitão são comuns nos jogos da Viola e, quando a morte do ídolo completou um ano, no último mês de março, o Estádio Artemio Franchi realizou uma grandiosa homenagem para exaltá-lo. Mais do que isso, o clube demonstra seu respeito aos familiares de seu antigo funcionário. Segundo revelado pelo recente balanço financeiro da agremiação, os violetas doaram €1,5 milhão à família do atleta em 2018. O dinheiro foi arrecadado através de um fundo de apoio a Vittoria, filha de dois anos do defensor.

[foo_related_posts]

Nos dias posteriores à morte de Astori, a Fiorentina tratou de oferecer seu apoio no enterro e também blindou a família de seu capitão. Dois meses depois da fatalidade, o clube anunciou a criação do fundo. Ele seria administrado pela própria viúva do zagueiro, Francesca Fioretti, sob o intuito de auxiliar Vittoria e garantir seu futuro após a perda do pai. “Com este gesto, temos certeza de demonstrar, em nome do time e dos torcedores, o carinho e o respeito de todos aqueles que desejavam o melhor a Davide”, declarou o clube, na época. O balanço divulgado nesta semana, por fim, indica como a iniciativa cumpre seu objetivo.

Além disso, a Fiorentina também direcionou os últimos salários previstos em contrato para a família de Astori. Na época em que faleceu, o zagueiro estava prestes a renovar o seu vínculo com a Viola. Surgiu até mesmo um boato de que a diretoria poderia fazer uma “assinatura simbólica” para continuar auxiliando seus familiares – o que logo foi desmentido pelo próprio clube, pedindo respeito ao luto. Ainda assim, os violetas seguiram se comprometendo a apoiar financeiramente a esposa e a filha. Os valores revelados agora ratificam a promessa.

Em novembro, Astori também foi introduzido no Hall da Fama da Fiorentina. Pais do zagueiro, Anna e Renato Astori participaram da cerimônia. Eles aceitaram simbolicamente a nomeação e também foram homenageados. Antes disso, o clube já havia rebatizado o seu centro de treinamentos com o nome de Davide Astori. Diferentes maneiras para preservar a memória e escancarar como o capitão teve sua importância à agremiação.

Concomitantemente, as investigações sobre a morte de Astori seguem em frente no judiciário. No último mês de março, a promotoria de Florença indiciou dois médicos por negligência no caso. Francesco Stagno, do Instituto de Medicina Esportiva de Cagliari, e Giorgio Galanti, do Hospital Uiversitário Careggi de Florença, teriam ignorado os problemas detectados por exames realizados entre 2014 e 2017.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo