Serie A

Allegri diz que Juventus não tem que pensar na Inter e elogia força física do Cagliari de Ranieri

Com apenas dois pontos separando a Juventus da líder Inter e um clássico no horizonte, Allegri quer só pensar no Cagliari, de Ranieri, antes da parada para a data Fifa

Depois de um início de temporada titubeante, a Juventus parece estar no caminho para brigar pelo título da Serie A com a Inter de Milão, atual líder. São apenas dois pontos de diferença do time de Turim para a líder, com um clássico entre os dois times marcado para o próximo dia 26. Antes, porém, a Juventus tem o Cagliari pela frente e o técnico Massimiliano Allegri quer foco total no jogo deste sábado para ir para a data Fifa com tranquilidade e só depois pensar na rival.

“Não pensamos na Inter porque há a parada”, afirmou o técnico na coletiva de imprensa, de referindo à parada da Data Fifa. A partida importante não é a que está marcada para daqui duas semanas, é a de amanhã. Se não, iremos jogar fora tudo que fizemos”, disse Allegri. “Não podemos fazer cálculos pensando na Inter”.

“O perigo, como falei para os rapazes, é baixar a atenção ou energia amanhã. Respeito e humildade serão necessários contra o Cagliari, que conheço bem e de onde tenho memórias extraordinárias tanto como técnico quanto como jogador”, ressaltou ainda o técnico, que tem repetido que a briga da Juventus é, antes de tudo, para voltar à Champions League, já que o time não se classificou na temporada passada, depois de uma punição por fraude financeira.

Como jogador, Allegri chegou ao Cagliari em 1993 e jogou no clube da Sardenha por dois anos, até sair para o Perugia em 1995. Depois, como técnico, dirigiu o clube de 2008 até 2010, quando se destacou e foi para o Milan. “Eu mudei desde aquele tempo, todo ano é diferente do anterior. Em 19 anos de carreira, nada nunca foi o mesmo”, afirmou o técnico sobre o período no Cagliari.

A Juventus tem se caracterizado por jogos em que sofre muito, especialmente do ponto de vista ofensivo, e ganha por pouca margem. O técnico Massimiliano Allegri tem repetido uma frase muito falada na Itália sobre “ganhar por um focinho”, uma expressão que vem das corridas de cavalos. A Juventus tem sido assim, constantemente um time seguro na defesa, como é marca do técnico, e que tem conseguido fazer só o mínimo no ataque.

Foi assim contra a Fiorentina, na última semana. E, na verdade, tem sido assim em boa parte da temporada. Defensivamente, o time é muito sólido: só seis gols sofridos em 11 jogos, melhor defesa da Serie A ao lado da Inter. O ataque, porém, não é tão eficiente: são 17 jogos em 11 jogos, enquanto a Inter tem 27 gols. Das oito vitórias na Serie A até aqui, metade foi por 1 a 0, sendo três vitórias nas últimas quatro do time (a quarta foi um 2 a 0).

Allegri mostra muito respeito por Ranieri, técnico do Cagliari

O duelo no banco de reservas colocará frente a frente Massimiliano Allegri e Claudio Ranieri. O treinador do Cagliari foi o responsável por subir o time da Serie B. “É uma partida importante para fechar o ciclo bem, apenas com vitórias”, disse Allegri. “Precisamos de pontos para manter a distância do quinto colocado”.

A Juventus venceu suas últimas quatro partidas na Serie A e vem embalada. Só que o técnico sabe que do outro lado, o adversário não irá facilitar, especialmente por quem está no banco. “Ranieri não te dá vantagens, o time é confiante e tem muita força física no ataque com (Andrea) Petagna e (Leonardo) Pavoletti. Será preciso ter paciência, precisamos jogar uma partida de técnica e unidade como time”.

“O erro que está por perto é aquele de exagerar, em vez de apenas fazermos o que precisamos e levar os três pontos para casa. O grupo tem sido extraordinário até agora, mas estamos apenas no começo. Temos que manter a cabeça baixa e continuarmos como um grupo sólido. A força deste time é aqueles que, mesmo jogando pouco, mantêm a intensidade do treino alta”, pregou o treinador.

Problemas no ataque: Vlahovic joga?

Um dos problemas da Juventus na temporada é a montagem do ataque. O time tem sofrido com lesões dos dois principais jogadores, Dusan Vlahovic e Federico Chiesa. Os dois tiveram problemas de lesões que os impediram não só de jogar, mas de estarem no mais alto nível físico para as partidas.

“Todo mundo está bem no ataque. Em Florença, aqueles que começaram do começo e aqueles que entraram depois fizeram uma excelente contribuição. Precisamos continuar assim, colocando objetivos pessoais de lado em nome dos gols do time”.

“No gol jogará Szczesny. Sem as Copas, será um ano um pouco mais difícil para Perin, que é um grande goleiro e infelizmente terá que jogar um pouco menos. É também por isso que temos que fazer o nosso máximo para voltar à Champions League”, continuou o técnico.

“Estou feliz que os times italianos estão indo bem nas competições europeus, queremos voltar para lá também. A Champions League é um estilo e é uma vitrine para todo mundo”, continuou o treinador.

O técnico confirmou que Federico Gatti será titular na defesa e que ainda não sabe quem jogará no lugar de Adrian Rabiot, suspenso, e pensa até em mudar o sistema de jogo, se for o caso. Nos últimos jogos, a Juve tem atuado com três zagueiros, com o meio-campo formado por três jogadores e mais os dois alas pelos lados e dois atacantes.

Capitão Locatelli e retorno de Del Piero ao clube

Com Danilo ainda machucado e dois outros líderes também ausentes, Alex Sandro e Rabiot, Allegri anunciou que o capitão do time na partida contra o Cagliari será Manuel Locatelli. “Manuel vai vestir a braçadeira, logo depois da renovação. Será um bom prêmio”, disse o técnico.

O treinador ainda fez um comentário sobre Alessandro Del Piero e a possibilidade dele voltar ao clube em um cargo diretivo. “Ibra volta ao Milan. E se Del Piero voltasse à Juventus? Essas decisões pertencem ao clube, ao CEO e ao diretor esportivo, não a mim”, disse.

Com a aproximação da janela de transferências de meio de temporada, em janeiro, o técnico foi perguntado se tinha conversado com a diretoria sobre potenciais reforços. “Não falamos sobre o mercado com o clube ainda, veremos. O futuro é desconhecido. Depois da parada, Alex Sandro e (Timothy) Weah retornam, Danilo só depois… Vamos um passo de cada vez, se ele voltar para o jogo contra a Inter, melhor”.

Juventus e Cagliari se enfrentam neste sábado (11), às 14h, pela Serie A, no Juventus Stadium, em Turim. Depois da parada para a Data Fifa, a Juventus terá pela frente a Inter, no dia 26, também em casa. Se os dois times vencerem, a diferença permanecerá em dois pontos e uma vitória da Juve pode colocar o time na ponta da tabela.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo