Serie A

Abraham sobre ida para a Roma: “Assim que cheguei aqui, me apaixonei por esse lugar”

Atacante inglês de 24 anos chegou por € 40 milhões na Roma e tem entregado, com 23 gols em 40 jogos na temporada

A contratação de Tammy Abraham no começo da temporada foi um movimento ousado da Roma. O inglês veio do Chelsea por € 40 milhões, quando os ingleses contratavam Romelu Lukaku, que saiu da Internazionale e que, por sua vez, tirou Edin Dzeko da própria Roma. Um ciclo completo. De todos esses, é Abraham quem se deu melhor e vem sendo destaque com suas atuações e gols: são 23 gols em 40 jogos até aqui, mais do que Dzeko (16 gols em 39 jogos) e que Lukaku (12 gols em 34 jogos).

O movimento de ingleses deixando a própria liga não é dos mais comuns e o próprio Abraham desconfiou quando soube do interesse da Roma. Nascido em Londres e formado nas categorias de base do clube inglês, ele só tinha jogado no próprio país, com empréstimos ao Bristol City, Swanse e Aston Villa – este último um grande sucesso, que o levou de volta ao Chelsea com moral.

“Inicialmente, quando eles entraram em contato comigo, pensei ‘não é pra mim’. Mas então, quando as pessoas me explicaram suas ambições e mostraram que eles têm confiança em mim e me fizeram me sentir valorizado, foi quando eu quis dar tudo que posso”, contou o jogador em entrevista à CBS Sports.

“Assim que cheguei aqui, me apaixonei por esse lugar”, contou ainda o inglês, de 24 anos. O atacante foi um pedido do técnico José Mourinho, que confiou nele e o tornou um dos melhores jogadores do time e destaque da liga.

“Eu ainda olho para ele como um ídolo. E eu nunca disse isso a ele, mas toda vez que o vejo eu ainda fico impressionado, embora o veja todos os dias. Quando eu estava no Chelsea, eu estava lá, mas ainda era um garoto. Treinei com ele algumas vezes, então sabia um pouco como era, eu o chamo de meu tio de Roma”.

Abraham assinou contrato com a Roma até 2026, mas o Chelsea tem uma cláusula que permite comprar o atacante de volta, mas não é algo muito simples. Vendido à Roma por € 40 milhões, a cláusula de recompra do Chelsea é o dobro disso, € 80 milhões, e só pode ser ativada a partir de 2023. Isso torna pouco provável que a cláusula seja acionada.

Recentemente, Abraham foi convocado pelo técnico Gareth Southgate para a seleção inglesa que disputará amistosos neste mês de março. Ele briga por um lugar na Copa do Mundo. Convocado pela primeira vez à seleção principal em novembro de 2017 pelo próprio Southgate, o jogador tem ganhado espaço no elenco dos Three Lions como reserva de Harry Kane, este titular absoluto da equipe.

A Roma conseguiu um atacante de alto nível, mesmo que naquele momento da contratação parecesse caro. Diante de todos os problemas que o clube já viveu na temporada, Abraham é certamente um dos pontos mais positivos.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo