Itália

Sem papas na língua, Mourinho solta indireta ao dono da Roma após demissão do clube italiano

Ex-técnico dos Giallorossi afirma que saiu do clube por conta de pessoas que "não sabem nada de futebol"

O caso envolvendo José Mourinho e a sua demissão da Roma ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira (15), com o Special One fazendo mais uma de suas declarações ácidas, dessa vez direcionada ao presidente do clube, Dan Fredkin. Foi a primeira vez que o técnico português falou publicamente sobre o assunto junto, um mês após seu desligamento do clube.

Para Mourinho, sua saída da Itália após dois anos e meio tem relação direta ao desconhecimento de futebol por parte dos dirigentes do seu agora ex-clube.

“As competições europeias estão quase a começar, em especial a Liga dos Campeões, talvez a competição mais importante do calendário mundial. Não estarei nestas fases finais, não por já ter sido eliminado, mas por ter sido eliminado por alguém que pouco percebe de futebol”, afirmou o treinador de 61 anos ao portal Football.com

Vale lembrar que Mourinho levou a Roma ao segundo lugar do Grupo G da Liga Europa e com isso o time Giallorossi vai disputar o play-off das oitavas de final da competição. O adversário da vez será o Feyenoord, que terminou na terceira colocação do Grupo E da Champions League. O jogo de ida entre os times está marcado para esta quinta-feira às 14h45 (horário de Brasília).

Passagem de Mourinho pela Roma foi emblemática, mas cheia de problemas em seu final

Não há como negar que José Mourinho escreveu o seu nome na Roma, assim como fez nos outros diversos times que treinou pela Europa. A alcunha de Special One não é dada à toa ao treinador. Sob o comando do treinador, o time conquistou a Conference League da temporada 2021/2022, uma das suas mas importantes taças na história.

Em 138 jogos pelos Giallorossi, Mourinho conquistou 68 vitórias, 30 empates e 40 derrotas, com 215 gols marcados e 147 sofridos neste período. Apesar do desempenho positivo, o futebol apresentado em seus últimos momentos de clube foi decepcionante e um dos motivos que fizeram a diretoria optar pelo desligamento do treinador. O estopim para a crise do trabalho do técnico na Roma foi a derrota e eliminação para a Lazio na Copa da Itália.

Apresentando um desempenho pífio em campo, a Roma naquela ocasião conseguiu apenas duas finalizações ao gol e quase não agrediu seu rival. As constantes brigas com a arbitragem, que inclusive renderam um depoimento formal na Justiça italiana, também foi outro fator importante no desgaste do treinador junto à diretoria do clube.

Mourinho afirma que voltará em breve ao futebol

Um dos pontos mais impactantes da personalidade de José Mourinho é a sua confiança. Mesmo que não seja uma unanimidade entre a crítica especializada, principalmente pela forma de abordagem dos seus times em campo, não resta dúvida que o treinador é um dos profissionais mais cobiçados da Europa. Por isso, o português entende que não vai demorar muito até que volte a assumir outro posto de trabalho em outro clube no Velho Continente e quem sabe, tendo a chance de disputar a Champions League ainda este ano.

É a vida, cheia de altos e baixos, e eu estou na parte dos altos, apesar do despedimento, que foi tão inesperado quanto injusto. Mas estarei de volta, com mais entusiasmo e confiança, para estes jogos da Uefa, acrescentou o treinador.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo