Itália

Juventus fecha com filho de ídolo e fortalece elenco de Thiago Motta

O meio-campista Khéphren Thuram, filho de Lilian, chega após os Bianconeri pagarem 20 milhões de euros ao Nice

Agora sob o comando de Thiago Motta, ítalo-brasileiro sensação da última temporada com o Bologna, a Juventus promete ser competitiva em 2024 – principalmente comparado como jogava antes com Allegri.

A equipe italiana voltará a disputar a Champions League, já conta com um elenco interessante, recheado de bons jogadores, e está se reforçando para preencher lacunas.

Após trazer o brasileiro Douglas Luiz, o clube de Turim anunciou nesta quarta-feira (10) a chegada do filho de um ídolo para o mesmo setor.

Khéphren Thuram, filho de Lilian, chega na Juventus com contrato até 2029

Khéphren Thuram, filho de Lilian, é contratado pela Juventus
Khéphren Thuram, filho de Lilian, é contratado pela Juventus (Foto: Divulgação)

O defensor francês Lilian Thuram marcou época no futebol italiano, primeiro no Parma e depois em cinco temporadas pela Velha Senhora, conquistando tudo que poderia no calcio.

Agora, ele verá o filho Khéphren, nascido na Itália, defender o Alvinegro de Turim. A Juventus contratou o meio-campista por 20 milhões de euros (cerca de R$ 117 milhões de reais, segundo a cotação atual) junto ao Nice em contrato que vai até o meio de 2029.

O jovem de 23 anos chegou a ser especulado na última temporada em clubes da Premier League e na atual janela Milan e Roma foram alguns dos interessados, mas a influência de Lilian pesou na escolha.

Thuram, o filho, passou ainda garoto pelas bases dos modestos Olympique de Neuilly e ACBB Jugend até chegar ao Monaco, aos 15 anos.

No Principado se profissionalizou, estreando em plena Champions em 2018, mas o sucesso do meia só viria no litoral sul da França.

Chegou ao Nice de graça aos 18 anos e foi ganhando espaço até se tornar um pilar no meio-campo do time.

Fechou a passagem com 167 jogos, 9 gols e 12 assistências como um meio-campista com um poder físico invejável, capaz de ir área a área, e qualidade para distribuir o jogo.

– É com o Nice que Khéphren se apresentou para todos os efeitos ao grande público, amadurecendo em todos os aspectos: físico, – dinamismo, velocidade e potência são algumas das suas características – técnico, tático e responsabilidade no campo. Em suma, definido por muitos como o protótipo do meio-campista moderno. – escreveu a Juventus no site oficial do clube.

Com passagens por todas as seleções francesas de base do sub-16 ao 23, Khéphren ganhou a oportunidade de estrear no selecionado principal em março de 2023, contra a Holanda pelas Eliminatórias para a Eurocopa 2024, mas não foi mais chamado.

No futebol italiano, jogará contra o irmão Marcus Thuram, atacante titular absoluto da Internazionale, atual campeã da Serie A.

O mercado da Juventus de Motta até aqui

Khéphren chega para ser um possível substituto do também francês Adrien Rabiot.

O contrato com o meio-campista que acabou de ser eliminado na Euro foi até o fim de junho e ainda não houve acordo – especula-se que será confirmado se fica ou não agora, com a saída da competição europeia.

Se Thuram talvez nem seja titular, Douglas Luiz veio do Aston Villa para ser o dono do meio-campo dos Bianconeri, que também tem vários bons nomes no setor, como Manuel Locatelli e Nicolò Fagioli.

No gol, Szczęsny será o óbvio principal nome, mas Michele Di Gregorio, melhor goleiro do último Campeonato Italiano, foi contratado para ser uma alternativa se o polonês não renovar o contrato, finalizado em 2025.

Mesmo perdendo Moise Kean e o brasileiro Alex Sandro, o elenco segue forte e Motta terá o respaldo para poder implementar o estilo de jogo que levou o Bologna a ser um dos melhores times da Itália.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius AmorimRedator

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo