Itália

Juventus monta estratégia para contratar destaque da Atalanta

Teun Koopmeiners é alvo da Juventus e de Thiago Motta para a próxima temporada; negociação pode envolver outros atletas

Ao longo das últimas temporadas, Gian Piero Gasperini construiu ano a ano uma Atalanta cada vez mais sólida. Além de fazer o time jogar um futebol ofensivo e eficiente, o clube também teve competência para contratar jogadores por preços baixos que entregaram resultados dentro de campo.

E do elenco que foi campeão da Liga Europa pela primeira vez nesta temporada, um dos que melhor representa o jeito Atalanta de ser é Teun Koopmeiners. Revelado pelo AZ como zagueiro, o holandês, contratado em 2021 por 14 milhões de euros, se tornou uma referência no meio de campo, atuando tanto como volante, e depois, mais adiante.

Sua versatilidade, aliada à força física e a inteligência em campo, fizeram com que o holandês anotasse 15 gols e desse 7 assistências ao longo desta temporada. E por esses motivos, a Juventus considera pagar um preço alto para ter Koopmeiners, segundo o jornal Gazzetta Dello Sport.

Atalanta fará jogo duro

Mas convencer a Dea, que com o título da Liga Europa assegurou uma vaga na Champions League de 2024/2025, não será fácil. A diretoria do time de Bérgamo já recusou uma oferta de 48 milhões de euros no início desta temporada feita pelo Napoli, e depois da campanha deste ano, espera receber mais do que isso.

Em entrevista à Gazzetta Dello Sport, Antonio Percassi, presidente da Atalanta, afirmou que para vender Koopmeiners, seria necessário que seu clube tivesse um substituto à altura do holandês, mas que uma negociação só será realizada se trouxer benefícios ao seu clube.

– Ainda podemos recusar 50 ou 60 milhões de euros por Koopmeiners? Só se fosse uma escolha coerente com uma estratégia necessária, já que um clube de uma cidade provinciana deve ter sempre as contas em ordem. Mas se você faz uma negociação é porque tem um substituto equivalente. Não estamos despreparados para vender jogadores fundamentais para a Atalanta sem contar também com outras opções à altura.

Estratégia envolve outros atletas

Com apenas cerca de 40 milhões de euros à disposição para gastar com Koopmeiners, abaixo do que a Atalanta deseja, a Juventus avalia uma nova estratégia para contar com o meio-campista. A ideia da diretoria bianconera é usar uma de suas joias das categorias de base como moeda de troca. Ao menos entre o atacante Matías Soulé, emprestado ao Frosinone, o defensor Dean Huijsen, que atualmente joga na Roma, além de Samuel Iling e Joseph Nonge, podem ser oferecidos como parte do acordo para ter o holandês.

Caso a Dea não aceite nenhum dos oferecidos pela Juventus, provavelmente só restará ao clube negociar alguns de seus atletas para voltar com uma nova oferta à mesa da Atalanta. Além de Koopmeiners, a Vecchia Signora já mostrou interesse em contar com Joshua Zirkzee e Riccardo Calafiori, jogadores que trabalharam recentemente com Thiago Motta, no Bologna. O brasileiro naturalizado italiano deve ser anunciado como treinador da Juventus na próxima semana. Caso não convença a Atalanta a vender Koopmeiners, a Juventus poderá tentar Lazar Samardzic, meia sérvio que atua pela Udinese.

Meio de campo é ponto fraco

Há uma temporada que a Vecchia Signora vem tendo dificuldades para montar o seu meio de campo. Durante esta temporada, a equipe perdeu Paul Pogba, flagrado em um exame antidoping, e Nicolò Fagioli, por violar regras envolvendo apostas esportivas. Para 2024/2025, Adrien Rabiot e Weston McKennie também podem dizer adeus. Thiago Motta e a direção terão trabalho para reconstruir o meio da equipe. Por isso contar com um jogador tão versátil, já adaptado à Itália e de 26 anos seria importante para a Juventus. Resta saber como evoluirá essa negociação.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo