Copa da Itália

Derrota no dérbi italiano traz à tona ambiente conturbado na Roma; Mourinho deve continuar?

Liga Europa pode ser a última chance do Special One manter seu cargo no comando dos Giallorossi

Eliminada nas quartas de final da Copa da Itália para a Lazio após derrota por 1 x 0 nesta quinta-feira (11), a Roma mais uma vez decepcionou sua apaixonada torcida, que esperava por um desempenho muito melhor da equipe, que tem somente a disputa da Liga Europa como chance mais concreta de vencer alguma competição nesta temporada, já que os Giallorossi se encontram na 8ª colocação da Serie A com 29 pontos.

O revés para o maior rival colocou um peso enorme nas costas do técnico da Roma, José Mourinho, considerado um dos principais culpados do momento atual da equipe. Após três anos de uma ótima relação da torcida com o comandante português, o péssimo futebol apresentado diante da Lazio teve a sua consequência momentos depois do jogo, com a hashtag Mourinho out sendo uma das mais comentadas do X (antigo twitter) nesta sexta-feira (12).

O momento inconsistente dos Giallorossi também influencia na falta de paciência do torcedor com Mourinho, já que nos últimos dez jogos, a Roma venceu quatro, perdeu e empatou três. O que mais tem incomodado é o fato do time não conseguir jogar bem contra equipes que estão à sua frente na tabela, como consequência, a equipe se afastou da briga pelo título da Serie A e pior, vê sua condição de classificação ara alguma competição europeia diminuir substancialmente a cada rodada.

A postura defensiva do time, que tem Lukaku e Dybala como dupla de ataque, incomoda quem observa o time da Roma em campo. No jogo diante da Lazio, por exemplo, que ficou muito mais marcado pelas faltas e paralisações do que pelo futebol apresentando, os Giallorossi chutaram apenas nove vezes, sendo nenhuma contra a meta do goleiro Mandas.

Em relação à diretoria da Roma, o silêncio nos bastidores sobre a renovação de contrato de Mourinho é um indício que o treinador deve estar com os seus dias no clube contados e os recentes resultados só corroboram para uma possível saída do treinador seja acertada em breve, já que um dos indicadores para a renovação do vínculo com o treinador eram os resultados em campo, o que não tem sido mostrado nos últimos jogos.

Segundo informações do Gazzeta Dello Sport, o clima nos vestiários também não é dos melhores, o que tem reverberado no desempenho do time em campo. Um dos jogadores mais atingidos por esta má fase é o atacante belga Lukaku. Mesmo com os 14 gols marcados nos 24 jogos que disputou nesta temporada, o jogador tem sentido o peso das eliminações e o fato de não conseguir impactar em jogos grandes, o que também tem sido muito criticado pela imprensa.

Resta a Roma, e Mourinho, buscar o título da Liga Europa

Não há outro caminho para José Mourinho senão lutar para conquistar a Liga Europa, última chance mais concreta dos Giallorossi conquistar algum caneco na atual temporada. Nos play-offs das oitavas de final, a equipe enfrenta o Feyenoord e uma eliminação precoce na competição pode significar a demissão do português do comando da Roma.

Entretanto, o caminho não será nada fácil, já que outros clubes tradicionais do cenário europeu como Benfica e Milan estão na disputa, o que pode atrapalhar o objetivo máximo da Roma em conquistar a competição continental. Inclusive, outro treinador que está na corda bamba, assim como Mourinho é Stefano Pioli que também depende de um bom desempenho na Liga Europa para manter seu cargo e foi eliminado da Copa da Itália pela Atalanta. O torcedor Rossonero inclusive teria escolhido Antonio Conte como seu sucessor.

Conhecido como Special One por conta dos trabalhos e títulos que conquistou ao longo de sua brilhante carreira, Mourinho manteve o feito de conquistar ao menos um caneco pelos times que treinou no comando do time romano, quando venceu a Conference League na temporada 2021/2022. Em 137 jogos treinando a Roma, Mourinho conquistou 68 vitórias, 30 empates e sofreu 39 derrotas, com 214 gols marcados e 144 sofridos.

Tradicionalmente, Mourinho não costuma passar de três anos à frente de um clube, à exceção foi o trabalho desenvolvido em sua primeira passagem no Chelsea, quando conquistou o bi-campeonato da Premier League no início da Era de Ouro dos Blues após o forte investimento de Roman Abramovich. Portanto, é bem possível que Mou tenha de procurar outro time para treinar a partir de junho, principalmente se os resultados em campo não aparecerem.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo