Inglaterra

Zagueiro da segundona inglesa paga todas as dívidas da mãe e comove a internet

Quase todo moleque durante a infância sonha em ser jogador de futebol. Para alguns, trata-se apenas de ganhar a vida fazendo algo que ama, uma atividade lúdica, um esporte que garante prestígio e diverte. Para outros, o sonho é visto também como a única maneira de ter e prover à família a vida que merecem, mas que nunca foi possível. Talvez não seja exatamente esse o caso de Tyrone Mings, do Ipswich Town, mas pelo menos o talento do zagueiro, de 22 anos, já garantiu um grande alívio para a mãe do atleta.

VEJA TAMBÉM: Abertura de Game of Thores inspira vídeo da Premier League

Nesta quarta-feira, Mings se tornou um dos grandes assuntos do dia na Inglaterra, após postar em sua conta no Instagram um print de uma conversa com sua mãe, que agradecia ao filho por ter liquidado todas as suas dívidas. Rapidamente, a imagem se espalhou, e a internet derreteu com a boa ação do zagueiro.

Tyrone-Mings-Instagram

“Jesus Cristo! Nunca tive isso na vida. Vou chorar. Você de uma vez limpou minha dívida completamente, pela primeira vez na minha vida. Eu não sei mesmo o que dizer para você, além de que todas as minhas preocupações foram embora.  Muito obrigada”, escreveu a mãe, enquanto Mings respondeu: “Ah, mãe, você merece cada centavo. Obrigado por todos esses anos de trabalho duro. E isso é só o começo”.

O WhoAteAllThePies até relembrou outros grandes momentos que mostraram a figura incrível que Mings consegue ser. Seja providenciando uma nova camisa para um torcedor do Ipswich Town que havia comprado o uniforme com o antigo número do zagueiro às costas ou deixando dois ingressos para um rapaz que havia dito no Twitter que gostaria de acompanhar o time, mas não podia. “Ninguém deveria perder um jogo por não poder bancá-lo”, escreveu, à época, Mings.

Com Mings especulado como possível reforço do Arsenal para a próxima temporada, teve até torcedor dos Gunners pedindo a contratação do beque apenas pela boa ação do jogador. Se for tão bom jogador quanto parece ser um bom ser humano, tem tudo para ter uma carreira relativamente bem-sucedida.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo