Inglaterra

‘Tem que sentir a dor’: Ange explica que sucesso do Tottenham não virá facilmente

Ange Postecoglou revelou que o torcedor do Tottenham terá que sofrer se quiser colher os louros da vitória no futuro

Sonhando com uma vaga na próxima Champions League, o Tottenham tropeçou nos próprios pés nas últimas três rodadas da Premier League, pois as três derrotas consecutivas fizeram o Aston Villa ganhar vantagem no G-4. Os Spurs são os 5º colocados do campeonato com 60 pontos, sete a menos do que os Villans, que têm um jogo a mais. O técnico Ange Postecoglou explicou que o sucesso não virá facilmente.

Isso porque, antes da sequência ruim, o Tottenham engrenou quatro vitórias em seis jogos da Premier League. Parecia que o técnico australiano levaria os Spurs de volta para a principal competição europeia logo em sua temporada de estreia. Aliás, o início de Ange na Inglaterra foi avassalador, com um estilo de jogo bem característico e que chegou à liderança da Premier League no início de 2023/24.

Só que as inúmeras lesões, assim como as atuações inconsistentes, fizeram o Tottenham patinar na temporada. Como consequência, parte da torcida dos Spurs passou a criticar o treinador. Em coletiva, o australiano deu um choque de realidade ao revelar que o torcedor terá que sofrer um pouco mais se quiser colher os louros da vitória no futuro com essa metodologia de trabalho:

– Tenho certeza de que eles (jogadores) estão feridos, mas também faz parte do processo. Os grandes jogos sempre serão grandes jogos, e você tem que sentir a dor, mas entender que esse tipo de intensidade sempre estará presente quando você representa este clube de futebol.

Ange Postecoglou explica suas mudanças no Tottenham

Na última temporada, o Tottenham conviveu com bastidores polêmicos, já que a saída de Antonio Conte, em março de 2023, ficou marcada pelas críticas à mentalidade “egoísta” do elenco. Pelo menos, essa era a opinião do italiano. Para esta temporada, os Spurs decidiram apostar em Postecoglou, que estava vivendo seu auge na carreira à frente do Celtic.

Após uma desconfiança inicial, o treinador australiano caiu nas graças da torcida, que passou a gostar do “Angeball”, a filosofia imposta por ele no Tottenham. Com chances pequenas de se garantir na próxima Liga dos Campeões, Ange Postecoglou admitiu que as recentes derrotas para Arsenal e Chelsea ligaram um sinal de alerta nos Spurs, que parece ter perdido um pouco da confiança no estilo de jogo:

– Não é surpreendente porque faz parte da natureza da mudança. A mudança é difícil, é implacável, é intransigente, é desafiadora, não deixa muita margem de manobra para você se sentir confortável. Faz parte desse processo e meu trabalho é navegar por isso. Você precisa entender que quando há mudança, não é fácil, não é tranquilo e não deveria ser. Se você realmente quer construir para o sucesso, precisa passar por momentos difíceis.

Vale lembrar que Ange já deixou claro em outras entrevistas que o Tottenham ainda está longe de disputar os principais títulos. E não somente porque faltam reforços de peso. O técnico defende que seu futebol precisa de tempo para render frutos. Os Spurs vive um jejum desde 2008, quando levantou seu último título. Obviamente, o australiano sabe disso, mas pede um pouco mais de paciência para quebrar essa sina.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo