Inglaterra

Análise de rival: Rodri explica vice do Arsenal na Premier League

Equipe londrina disputou com o City pelo título da competição até a última rodada

Manchester City e Arsenal foram os protagonistas de mais uma emocionante corrida pelo título da Premier League. Os dois gigantes do futebol inglês eram as únicas equipes que chegaram com chances de conquistar a competição na última rodada. O time treinado por Guardiola dependia apenas de si para garantir seu quarto título nacional consecutivo, e faturou mais um troféu após bater o West Ham em casa pelo placar de 3 a 1.

Após mais uma conquista da principal liga de clubes do mundo, o meio-campista Rodri, um dos destaques da campanha do Manchester City, explicou que o Arsenal não teve a força mental suficiente para conseguir vencer a competição. O time londrino amarga uma fila de 20 anos sem vencer a Premier League, e segundo o meio-campista, não teve a ousadia necessária em alguns momentos importantes, o que foi crucial para a perda do título.

O Manchester City terminou apenas dois pontos à frente do Arsenal, e Rodri relembrou o confronto entre os times pela 30ª rodada, o qual terminou empatado por 0 a 0. Na opinião do espanhol, o Arsenal disputou aquela partida no Eithad Stadium sem a gana necessária para vencer, considerando o empate fora de casa como um bom resultado, e pagou o preço por isso na reta final. Os pontos poderiam ter mudado a história do clube londrino e podem ter custado o título da Premier League.

— Para ser honesto, está tudo aqui [apontou para a cabeça], é a mentalidade. Há grandes jogadores na Premier League, o Arsenal fez uma temporada incrível, mereciam vencer, mas a diferença foi a mentalidade. Quando vieram aqui ao Etihad pensei ‘eles não querem ganhar de nós, só querem empatar’. Acho que nós não teríamos essa mentalidade, por isso vencemos o título — avaliou Rodri.

Derrotas em casa custaram mais uma Premier League ao Arsenal

Uma das premissas mais importantes para os times que desejam vencer uma competição de pontos corridos é seu desempenho em casa. Somar o maior número de pontos diante do seu torcedor é um diferencial que pode determinar uma conquista – caso do Arsenal.

Os Gunners foram terceiro melhor mandante da Premier League, somando 15 vitórias, dois empates, e duas derrotas jogando no Emirates Stadium, uma para o West Ham, e outra para o Aston Villa, ambas por 2 a 0. O Manchester City somou os mesmos 47 pontos jogando em seu estádio, vencendo 14 vezes e empatando cinco, não perdendo nenhum jogo em casa, e marcando três gols a mais. Não fosse por estes dois tropeços, o time londrino poderia ter terminado a competição com a taça.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Lucas de Souza é jornalista formado pela Universidade São Judas em São Paulo. Possui especialização em Marketing Digital pela Digital House, e passagens pelos sites Futebol na Veia e Futebol Interior.
Botão Voltar ao topo