Inglaterra

Quem pode substituir Ferguson no Manchester United?

Um dos mais importantes técnicos da história se aposentou. Alex Ferguson anunciou que deixará o cargo de técnico do  Manchester United ao final da temporada e deixa vago um dos cargos mais desejados do mundo do futebol. Afinal, é um dos maiores clubes do mundo, com recursos, que dá prestígio e permite sonhar. Mas tem também o outro lado.

Ferguson é uma lenda e substituí-lo será um trabalho do tamanho de Hércules, o herói da mitologia grega. Mas alguém terá que fazer isso e mostramos quais os técnicos podem assumir o comando do time que foi transformado por Alex Ferguson em um dos mais vencedores e poderosos do mundo. Do maior favorito aos menos prováveis. Vamos à lista:

Aquele que todo mundo diz que é o cara para o trabalho

DAVID MOYES

David Moyes, técnico do Everton, é o grande favorito para assumir o posto de Ferguson no Manchester United (AP Photo/Scott Heppell, Arquivo)
David Moyes, técnico do Everton, é o grande favorito para assumir o posto de Ferguson no Manchester United (AP Photo/Scott Heppell, Arquivo)

David William Moyes, 50 anos, tornou-se um grande nome ao dirigir o Everton, onde está desde 2002. Antes, só tinha dirigido o Preston North End, entre 1998 e 2002. Sempre foi elogiado por diversos técnicos e tem um relacionamento pessoal com Alex Ferguson. Foi Ferguson que o aconselhou a não aceitar uma proposta do Sheffield United quando ainda era técnico do Preston North End, e esperar por uma oportunidade melhor. Foi o que aconteceu. Veio o Everton pouco tempo depois e Moyes se tornou um dos técnico mais longevos da Premier League.

Em janeiro de 2012, ele se tornou o quarto técnico da Premier League a conseguir 150 vitórias, ao lado de Harry Redknapp, Arsène Wenger e, claro, Alex Ferguson. Ele completou 400 jogos pela Premier League em novembro de 2012 com uma vitória por 2 a 1 sobre o Sunderland.

Escocês como Ferguson, Moyes já teria conversado com Ferguson para substituí-lo, mas essas conversas nunca foram admitidas publicamente. Nas muitas vezes que Ferguson era especulado para se aposentar, o nome de Moyes era o que surgia com mais força. Considerando que ele faz um trabalho de longo prazo no Everton, descobrindo talentos e promovendo jogadores da base, parece ser o nome ideal para aquilo que o Manchester United tem em mente.

Aquele que vai ficar sonhando…

JOSÉ MOURINHO

José Mourinho: ele sonha com o Manchester United, mas o amor não parece ser correspondido (AP Photo/Andres Kudacki)
José Mourinho: ele sonha com o Manchester United, mas o amor não parece ser correspondido (AP Photo/Andres Kudacki)

É o trabalho dos sonhos de Mourinho. Ele quer ter o poder e prestígio de Ferguson. O poder ele teria ao comandar o Manchester United. O prestígio ele tem na carreira, mas teria muito trabalho para conquistar o respeito que Ferguson conseguiu – e possivelmente enfrentaria alguma resistência dos torcedores pela sua personalidade.

Mourinho gosta de ter poder para gastar dinheiro em contratações e não é um técnico que se notabiliza pela revelação de talentos. Além disso, não costuma ficar muito tempo nos clubes que comanda, algo que o Manchester United quer para o seu próximo treinador. As passagens de Mourinho pelos clubes costumam ser intempestivas, com o técnico criando polêmica e controvérsia mesmo quando não há motivo para isso. Esse tipo de desgaste o faz ser amado e odiado em proporções parecidas.

É indubitavelmente um técnico vencedor, com experiência na Inglaterra e em competições europeias, como o diretor David Gill disse que ser o perfil do próximo técnico. Com a estrutura e o tamanho dos recursos do Manchester United, Mourinho certamente conseguiria ganhar títulos, que é o que o time quer a curto prazo. É uma aposta em um técnico do mais alto nível no mundo. Mas que não se sabe quanto tempo pode durar. Será que o Manchester United apostaria em Mourinho no longo prazo, com todos os atritos que ele costuma causar?

Aposta no próximo da hierarquia

MIKE PHELAN

Mike Phelan, auxiliar do Manchester United
Mike Phelan, auxiliar do Manchester United

O atual auxiliar técnico de Ferguson está no cargo desde 3 de setembro de 2008, quando substituiu Carlos Queiroz no cargo. É o braço direito do técnico desde então e faz boa parte do trabalho de campo no treinamento do time. Phelan foi jogador entre 1979 e 1995, passando pelo Manchester UNited entre 1989 e 1994 – claro, sob o comando de Ferguson.

Phelan seria a escolha da continuidade do trabalho de Ferguson, já que é esse o modelo que o técnico tem. O inglês poderia seguir com a filosofia do treinador escocês, com quem aprendeu tanto dentro quanto fora de campo. Seria uma ideia como a do Barcelona de apostar em Guardiola, mas com uma diferença que pode ser fundamental: Phelan não é um ídolo e não é tão conhecido assim.

Aquele com história e que se preparou (e que você não sabia)

OLE GUNNAR SOLSKJAER

Ole Gunnar Solskjaer, técnico do Molde
Ole Gunnar Solskjaer, técnico do Molde

Ole Gunnar Solkjaer é um dos jogadores que fizeram sucesso sob o comando de Ferguson. Conhecido como “o assassino com cara de bebê”, tornou-se uma lenda em Old Trafford por seus 11 anos de clube, entre 1996 e 2007. Durante muito tempo, foi o 12º jogador do time, uma espécie de Chicharito da sua época. Mas marcou um gol marcante na final da Liga dos Campeões de 1998/99, quando o Manchester United conseguiu uma virada épica contra o Bayern Munique nos últimos minutos – foi dele o gol do 2 a 1, que deu o título continental aos Diabos Vermelhos.

Tornou-se técnico do time de reservas do Manchester United em 2008, um ano depois da sua aposentadoria dos gramados. Ficou nesse cargo até 2011, quando resolveu se arriscar em voo solo ao assumir o Molde, do seu país-natal, a Noruega. Foi o time que defendeu entre 1995 e 1996, antes de chamar a atenção e ser contratado pelo Manchester United. Já tinha sido campeão da liga de times reservas (uma espécie de times B da Inglaterra) em 2009/10, mas foi no Molde que se consagrou. Foi bicampeão norueguês pelo clube em 2011 e 2012, um título que o clube nunca tinha conquistado.

Tem a vantagem de conhecer o clube como poucos, saber como funcionava o time sob o comando de Ferguson e já ter se arriscado na posição de técnico, além de contar com a simpatia da torcida e da diretoria. Como é jovem, poderia ter um grande futuro pela frente.

O pupilo que é uma lenda no clube

RYAN GIGGS

Giggs e Ferguson: parceria de sucesso desde o início dos anos 1990 no United
Giggs e Ferguson: parceria de sucesso desde o início dos anos 1990 no United

Aos 39 anos, Giggs é o maior exemplo do trabalho de Alex Ferguson. O jogador surgiu nas categorias de base dos Diabos Vermelhos e tornou-se profissional em 1990 e joga até hoje profissionalmente pelo clube. É o único jogador que marcou gols em todas as temporadas desde a criação da Premier League, em 1992. Sua vida foi o Manchester United e, asism como Ferguson, ganhou 13 vezes a competição. É um dos jogadores mais vitoriosos da história do clube, além de ser uma lenda viva atuando em campo.

É especulado para ter participação na comissão técnica há algum tempo e há uma tentativa da Federação Galesa de Futebol para torná-lo treinador da seleção assim que se aposentar. Mas o seu destino pode ser outro: substituir o chefe. Depois de tantos anos sob o seu comando e com o tamanho que tem no clube como ídolo, certamente teria crédito para se adaptar ao cargo. Mas será que ele está disposto a parar de jogar? Parece ter condições de continuar ajudando dentro de campo…

O que pode deixar de ser pedra para ser vidraça

GARY NEVILLE

Gary Neville deixou a carreira de jogador e virou comentarista. E tem sido muito elogiado
Gary Neville deixou a carreira de jogador e virou comentarista. E tem sido muito elogiado

Um dos jogadores que surgiu sob a batuta de Ferguson, Neville se tornou ídolo no Manchester United, clube que defendeu por toda a carreira, de 1992 a 2011. Tornou-se jogador da seleção inglesa, que defendeu de 1995 a 2007. “Gary foi um dos melhores laterais direitos ingleses da sua geração”, disse Alex Ferguson quando o jogador se aposentou.

A carreira de jogador teve seu brilho, mas Neville ganhou um reconhecimento ainda maior como comentarista. Suas análises, técnicas e táticas, ganharam repercussão e ele tornou-se um modelo de ex-jogador comentarista. Será que ele estaria disposto a trocar essa nova e bem-sucedida carreira por uma arriscada carreira como substituto do seu mentor?

O experiente que também pode se aposentar

JUPP HEYNCKES

Heynckes está no Bayern Munique desde 2011
Heynckes está no Bayern Munique desde 2011

Trocar um aposentado por outro não parece ser a melhor solução a longo prazo, mas Jupp Heynckes tem a experiência necessária para seguir conduzindo o time por ao menos mais uma ou duas temporadas, sob os conselhos de Ferguson, antes que o clube tome uma decisão sobre o sucesso mais a longo prazo. Heynckes sabe controlar um grupo e o seu trabalho no Bayern Munique é uma prova disso. A competência ele tem de sobra. Mas não parece ser uma escolha muito provável.

Aquele que todo mundo está falando no momento

JÜRGEN KLOPP

Jürgen Klopp comemora a classificação do seu Borussia Dortmund no Santiago Bernabéu
Jürgen Klopp comemora a classificação do seu Borussia Dortmund no Santiago Bernabéu

O nome do momento na Europa é ele. Comandante do Borussia Dortmund, o técnico faz um trabalho memorável nos aurinegros, que chegaram à final da Liga dos Campeões. O Dortmund é apenas o seu segundo clube na carreira, assim como Moyes no Everton. Antes, só treinou o Mainz 05, entre 2001 e 2008.

Desde 2008, é técnico do Dortmund e conseguiu elevar o nível do time com um bom trabalho de captação de talentos e títulos, o que sempre é importante para o reconhecimento. Levou a Bundesliga em 2010/11 e 2011/12, além da Copa da Alemanha em 2011/12. Seria uma escolha por uma aposta, já que Klopp ainda é jovem, tem 45 anos, e já mostrou muito potencial. Mas é outro que parece improvável.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo