InglaterraPremier League

Quem é que segura? Leicester dá mais um passo rumo ao sonho ao derrubar Sunderland

Cinco vitórias seguidas. Não há time que pareça capaz de parar o Leicester de Claudio Ranieri, Jamie Vardy e Danny Drinkwater neste momento. O Leicester passou por mais um adversário, novamente com sofrimento, desta vez por 2 a 0, sobre o Sunderland, fora de casa, no Stadium of Light. Uma vitória que teve vários pontos importantes:  Vardy retomando os gols, depois de cinco jogos sem balançar as redes; Drinkwater sendo decisivo em um passe magnífico; Ranieri usando muito bem o banco para garantir a vitória; e, principalmente, o time abrindo 10 pontos de vantagem e pressionando o Tottenham na disputa pelo título.

LEIA MAIS:
– Ranieri revela que objetivo do Leicester era não cair e como uma pizza mudou a história do time
– Um ano depois de virar ponto turístico, Leicester é o centro das atenções do futebol inglês
– O dia em que Cruyff foi anunciado como reforço do Leicester

A tabela favorável é também uma casca de banana. O Sunderland, afundado na zona do rebaixamento, é um adversário mais fácil. Em tese. E só em tese. Em campo, o Leicester viu a dificuldade em campo, um jogo pegado, de poucos espaços. Um jogo que lembrava dois times brigando contra o rebaixamento, e não um deles brigando pelo título. Mas não era de se esperar algo diferente.

Basta lembrar que o Manchester City, em 2012, também sofreu muito contra o Queens Park Rangers, que brigava contra o descenso, na luta pelo título. À medida que a taça fica mais perto das mãos, os jogos se tornam ainda mais sofridos.

Os dois times foram para o intervalo com o 0 a 0 no placar e um jogo bem fraco para os torcedores verem. Claro que o nervosismo estava presente dos dois lados. A pressão no Sunderland que está na zona do rebaixamento. A pressão sobre o Leicester na busca de um inédito e improvável título.

Veio então o segundo tempo. O Sunderland voltou colocando o Leicester sob pressão nos primeiros minutos. Com o passar dos minutos, o time visitante se achou em campo, com uma marcação forte, como tem sido sua característica.

O Leicester, então, foi Leicester. Em uma retomada de bola antes do meio-campo, Danny Drinkwater fez um passe longo para Jamie Vardy, nas costas da zaga. O centroavante, que é rápido, colocou na frente e deixou o zagueiro longe. Tocou de pé direito, tirando do goleiro Vito Mannone e abrindo o placar no Stadium of Light. Eram 21 minutos do primeiro tempo.

O 20º gol do centroavante veio quando o jejum já incomodava. Eram cinco jogos sem marcar gols. Viu o companheiro de seleção, Harry Kane, ultrapassá-lo na artilharia da Premier League, com 22 gols.

O Sunderland, como era de se esperar, se arriscou mais. E viu os seus jogadores perderem algumas chances incríveis. A melhor delas, aos 35 minutos, veio com Jack Rodwell. O lateral esquerdo Patrick van Aanholt chutou de pé direito, a bola desviou na zaga e sobrou para Rodwell livre. Ele chutou por cima do gol e desperdiçou a chance. Um erro que, claro, acabaria custando caro.

Ranieri colocou em campo três jogadores reservas que foram importantes. Leonardo Ulloa entrou para dar mais força dentro da área, substituindo Shinji Okazaki. Demarai Grey entrou no lugar do badalado Riyad Mahrez, e teve papel importante para segurar a bola no final. Daniel Amartey substituiu Marc Albrighton e levou perigo em seus lances. Todos eles acabaram ajudando o time, de alguma forma.

Aos 49 minutos do segundo tempo, no último lance do jogo, isso ficou ainda mais claro. Demarai Grey foi quem passou a bola para Vardy, que venceu o corpo a corpo com o zagueiro, que foi para o chão, deu um drible da vaca no goleiro Mannone e mandou para o gol vazio. Correu com os braços abertos comemorando o seu 21º gol na Premier League. Um gol que aproxima o sonho da realidade.

Foi a 33ª rodada. Aos torcedores dos Foxes, mais uma semana de sonho. Mais uma semana que o time vence e vai segurando a posição que não era para ser sua no começo do campeonato. Abre, temporariamente ao menos, 10 pontos de vantagem para o Tottenham, que ainda joga na rodada. Ranieri diz que eles não sonham, deixam isso para os torcedores. Eles trabalharam duro. Os torcedores certamente pedem: continue trabalhando duro, Claudio. Porque eles continuam sonhando de olhos abertos.

 

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:
– Como o Leicester, torcedor com câncer desafiou probabilidades e luta também para se ver campeão
– Ranieri renasceu com o trabalho surpreendente no Leicester e enxerga muito bem como fez isso
– Do roupeiro ao monge, como os homens por trás do Leicester ajudam na campanha histórica
– A última vez que o Leicester sonhou com o título inglês: A história dos Reis do Gelo
– Jogador por jogador, como o Leicester montou o time que surpreende na Premier League

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo