Premier League

Uefa afasta VAR de PSG x Newcastle após pênalti controverso marcado para os franceses

Pênalti marcado para o PSG causou controvérsia e fez com que Tomasz Kwiatkowski fosse afastado do jogo desta quarta-feira que estava escalado

A Uefa decidiu afastar o árbitro que estava no VAR na partida entre Paris Saint-Germain e Newcastle, na terça-feira (28), após a marcação de um pênalti muito questionável no fim do jogo. O pênalti permitiu ao PSG empatar o jogo, que acabou 1 a 1 e causou muita discussão. O empate foi comemorado pelo PSG, pelo contexto, mas Kylian Mbappé disse depois da partida que o time não pode perder tantas chances.

Tomasz Kwiatkowski, que foi o VAR da partida de Paris, estava escalado para trabalhar nesta quarta (29) no jogo entre Real Sociedad e Red Bull Salzburg. Ele foi substituído por Marco Fritz, árbitro alemão. Essa troca, por si, já indica que a Uefa considera que a decisão de dar o pênalti foi um erro.

A recomendação de Kwiatkowski para o árbitro Szymon Marcinak foi para rever o lance em que a bola toca no braço de Tino Livramento. O VAR recomendou a revisão de um lance em que a bola bateu no peito e depois no braço de Tino Livramento dentro da área. O árbitro em campo não tinha marcado. Após rever no vídeo, o árbitro decidiu marcar o pênalti. Kylian Mbappé cobrou e marcou para empatrar o jogo. 

O empate foi crucial para o PSG, que ficaria em uma situação bem mais difícil se tivesse perdido. Se o Newcastle terminasse com a vitória, ficaria com sete pontos, em segundo lugar, contra seis pontos do PSG, que seria terceiro. De qualquer forma, na última rodada o PSG tem que vencer o Borussia Dortmund na Alemanha para não depender de outro resultado para se classificar. 

Se tivesse perdido, nem a vitória seria o bastante: seria preciso torcer contra o Newcastle. Com o empate, a situação se inverteu: é o Newcastle, que agora tem cinco pontos, que precisa vencer e torcer para o PSG ao menos empatar com o Dortmund na Alemanha. O Dortmund está classificado após vencer o Milan no Signal-Iduna Park.

Qual é a recomendação da Uefa para o lance?

Em abril de 2023, a diretoria da Uefa recomendou as diretrizes para a temporada 2023/24 deveriam “esclarecer que nenhuma infração de toque de mão do jogador se a bola desviar no seu próprio corpo e, em particular, quando a bola não vai na direção do gol”. Contudo, esta recomendação não foi totalmente implementada. 

Nas diretrizes da Fifa, o fato da bola desviar no corpo do jogador antes de bater no braço não impede que seja marcada uma infração, caso o árbitro considere que o braço não está em uma posição natural por estar muito aberto. É, portanto, uma questão interpretativa. O afastamento indica que a Uefa considera que este lance não deve ser pênalti.

O bom senso indica que esse lance jamais deveria ser pênalti. É quase impossível que o jogador consiga desviar de uma bola que bate no seu corpo antes. Aí a questão passa a ser se o movimento era natural e há movimentos que realmente poderiam parecer como um bloqueio, o que não era o caso de Livramento na partida.

O técnico do Newcastle, Eddie Howe, criticou muito a marcação do pênalti depois do jogo. “Na minha opinião, não foi uma boa decisão. Muitas coisas tem que ser levadas em conta naquele momento, acho que a velocidade primeiramente, e há um desvio que, quando você vê em câmera lenta, parece totalmente diferente do que acontece ao vivo. Outra coisa é se as mãos estão em uma posição não natural. Eu acho que elas estão ao lado do corpo enquanto corre, um pouco do movimento de corrida”, disse o treinador.

“Sinto que foi uma péssima decisão. E acho que é muito frustrante para nós, porque naquele momento você sabe que faltava pouco tempo para o fim do jogo, mas não há nada que possamos fazer em relação a isso”, continuou Howe.

O Newcastle poderia ir para a última rodada apenas dependendo só de si mesmo para avançar às oitavas de final, mas o empate no fim fez com que os ingleses agora precisem vencer e torcer contra o PSG, que precisa ao menos empatar.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo