Premier League

Steve Cooper sobre Nottingham Forest na Premier League: “Não temos ilusões e será incrivelmente difícil”

Técnico do Nottingham Forest, Cooper falou sobre o desafio de jogar a Premier League e fala sobre a grandeza da história do clube

O Nottingham Forest foi a grande história da Championship, a segunda divisão inglesa, na temporada 2021/22. O time estava afundado na zona do rebaixamento nas primeiras rodadas, demitiu o técnico, se refez e chegou aos playoffs, conquistando assim o acesso ao derrotar o Huddersfield. O técnico Steve Cooper foi contratado em setembro, liderando o time até a promoção. Agora, o desafio é encarar a Premier League.

“Nós realmente acreditamos no nosso trabalho”, afirmou o técnico Cooper à BBC Sport. “Há muitas emoções. Há empolgação e todo mundo está ansioso pelo desafio da Premier League, já faz muito tempo”.

“Temos um foco. Não temos ilusões e será incrivelmente difícil, jogo atrás de jogo. Todo mundo está tentando se preparar o máximo possível. Temos que acreditar em nosso trabalho, nós mesmos. Se não, por que alguém acreditaria?”

“Temos que tentar prosperar nesse desafio. Então, muitos jogadores e nossa equipe técnica trabalham para ter uma oportunidade na Premier League. Não queremos ter emoções negativas ao chegar nisso”.

“Nós realmente acreditamos no nosso trabalho, no que podemos fazer, e que podemos ser mais do que um bom adversário para qualquer time. Teremos essa abordagem e outros objetivos internamente”.

O Forest foi um dos times que mais movimentou o mercado de transferências nesta janela. Foram 12 contratações, com gastos de cerca de £ 80 milhões, com algumas delas chamando bastante a atenção, como a chegada do atacante Taiwo Awoniyi, que veio do Union Berlim por £ 18 milhões, o lateral direito Neco Williams, que vem do Liverpool por £ 17 milhões, e outro lateral, Omar Richards, lateral esquerdo, que chega do Bayern de Munique. Isso além da chegada de Jesse Lingard, que veio do Manchester United.

“Houve mudanças no elenco e há mudanças inevitáveis. Tivemos que contratar jogadores tantos jogadores e parece que estamos mudando tudo, mas não tivemos alternativa”, afirmou o técnico.

De fato, o Nottingham Forest perdeu muitos jogadores: 10 jogadores deixaram o clube, três deles por empréstimo, já que pertencem a outro clube, outros três que acabaram o contrato. Assim, contratar jogadores era crucial para ter elenco para a Premier League. Foram 12 até aqui, o que parece ter resolvido o problema, ao menos o que era mais grave.

“Há uma série de coisas que atraem um jogador a vir para o Nottingham Forest. É um clube enorme na Inglaterra, você sente isso dia após dia. Os jogadores naturalmente olham para o tamanho do clube, base de torcedores e história”, disse Cooper. “Eles sabem exatamente do que se trata o clube e tentamos prosperar com essa história e status, ao mesmo tempo em que tentamos criar um próximo passo e uma nova era para o clube”.

A estreia do Nottingham Forest na Premier League será neste sábado, dia 6, contra o Newcastle.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo