Premier League

Mourinho: “O Manchester United tem futuro sem mim e tenho futuro sem o United”

O agora ex-técnico do Manchester United, José Mourinho, falou pela primeira vez desde a demissão. Foi discreto e não quis comentar nada sobre o que aconteceu no clube. Pediu privacidade para lidar com a sua vida até voltar a trabalhar e só ressaltou que a história acabou e pretende continuar a sua vida e carreira. O treinador falou nas ruas de Londres, um  dia depois de deixar o hotel Lowry, em Manchester, onde morava.

LEIA TAMBÉM: Como foi a experiência anterior de Solskjaer como técnico na Premier League

“Nós poderíamos falar sobre tantas coisas boas, algumas não tão boas, mas esse não sou eu”, disse Mourinho à Sky Sports. “Está acabado. O Manchester United tem futuro sem mim e eu tenho futuro sem o United”, continuou o treinador.

O Manchester United escolheu Ole Gunnar Solskjaer para ser o treinador interino até o final da temporada, em um curioso empréstimo do técnico do Molde (a liga norueguesa está de férias e só inicia a nova temporada em março do ano que vem, o que fará o técnico perder os primeiros jogos do clube norueguês).

Mourinho tinha assinado uma renovação de contrato por duas temporadas, com vínculo até 2020, em janeiro deste ano. A temporada turbulenta, porém, se tornou um problema que o técnico acabou não conseguindo contornar. A relação conturbada com a diretoria, para quem o treinador pedia reforços na defesa e não era atendido, e com estrelas como Paul Pogba, minaram o trabalho do português, que não conseguia desempenho e nem resultados.

Ainda falando à Sky Sports, o treinador de 55 anos disse que não mudou desde que foi demitido pelo Chelsea em 2015, também em dezembro, como aconteceu neste ano no United. Naquela época, ele deixou os Blues e disse que não iria falar sobre nada que aconteceu no clube. O mesmo comportamento que tem agora.

“Por que eu deveria compartilhar mais agora, mesmo com os torcedores, sobre qualquer um dos meus sentimentos. Acabou. Este é o modo que aconteceu. Eu sou crítico de técnicos que falam de detalhes sobre o que aconteceu e quem tem culpa. Isso não é para mim”, afirmou o agora ex-treinador do Manchester United.

“Até que eu volte ao futebol, eu acho que eu tenho o direito de viver a minha vida como eu faço agora”, disse. “É isso que eu quero fazer. O Manchester United é passado”, disse o treinador, que pediu privacidade para ficar fora dos radares e viver a sua vida particular com a família, até que volte ao futebol.

Depois da entrevista com a Sky Sports, rapidamente, a assessoria de imprensa do técnico também divulgou uma nota, com palavras elogiosas ao clube e aos torcedores. Veja a nota completa de José Mourinho:

“Eu fiquei imensamente orgulhoso de vestir o escudo do Manchester United desde o primeiro dia que cheguei e eu acredito que os torcedores do United reconhecem isso. Assim como foi nos meus antigos clubes, eu trabalhei com algumas pessoas maravilhosas e eu acredito que algumas serão amigos para a minha vida. Eu sei que vocês todos sabem dos meus princípios profissionais. Cada vez que um capítulo é fechado, eu mostro meu mais profundo respeito e eu não faço nenhum comentário sobre meus antigos colegas. Eu espero que a imprensa também respeite a minha posição e me deixe viver a minha vida normal até o momento que eu decidir voltar ao futebol. Feliz Natal’’.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo