Premier League

Acusado de de violência sexual, jogador do Manchester United pode deixar o clube rumo à França

Mesmo com as acusações retiradas pela justiça inglesa, Mason Greenwood ficou quase dois anos afastado e voltou a jogar em 2023, pelo Getafe

O Manchester United decidiu que vai colocar um ponto final em sua relação com o jovem atacante Mason Greenwood, cria do clube. O jogador foi emprestado pelos ingleses ao Getafe, da Espanha, e não entra em campo com a camisa dos Diabos Vermelhos desde meados da temporada 2021-22, quando foi acusado de violência sexual e tentativa de estupro.

Desde a acusação, o jogador foi afastado pela então diretoria do Manchester United e viu o seu futuro indefinido. No Getafe, voltou a jogar e marcou 10 gols nas 36 partidas que disputou. O desempenho satisfatório gerou interesse do próprio clube espanhol, que agora ganhou a concorrência de um rival francês.

O Olympique de Marseille apareceu como o mais novo interessado no jogador de 22 anos, que também já teve o Barcelona entre os seus pretendentes. Recentemente o Manchester United negou uma proposta da Lazio pelo jogador de 22 anos.

United não tem pressa, mas corre para se livrar de Greenwood

Quando a bomba da prisão de Mason Greenwook, acusado de violência sexual e tentativa de estupro, estourou no início de 2022, o time inglês afastou o jogador por tempo indeterminado, que logo depois foi liberado por pagamento de fiança.

Tempos depois, as acusações foram retiradas devido ao que a justiça inglesa considerou como à “saída de testemunhas-chave”, mas seguiu sem jogar pelo Manchester United. Parte dessa decisão vem da própria torcida, que é majoritariamente contrária ao retorno do jogador.

Em pouco mais de um ano e meio sem disputar uma partida oficial, Greenwood – que tem contrato com a equipe de Manchester até junho de 2025 – viu no Getafe uma nova oportunidade para a sua carreira. No time espanhol, entrou em campo 36 vezes e anotou 10 gols na equipe que terminou La Liga com a 12ª colocação.

De volto do seu empréstimo, o Manchester United já havia definido que o atacante não continuaria no elenco. A Lazio, da Itália, chegou a entrar na briga para contratar o jogador e ofereceu 23 milhões de euros (cerca de R$ 136 milhões). O United, então, recusou a proposta por entender que o jogador vale mais depois da boa temporada.

Marseille tem forte concorrência para contratar Greenwood

Com um valor mínimo pré-estabelecido, o Manchester United já sabe quanto quer receber pelo atacante de 22 anos. O clube inglês entende que uma possível negociação por Greenwook tenha que chegar perto dos 45 milhões de euros (cerca de R$ 265 milhões), valor pelo qual o jogador é avaliado.

A negociação em ingleses e franceses ainda estão em fase inicial, mas o Marseille sabe que tem a concorrência de clubes importantes como os italianos Lazio, Juventus e Napoli, e os espanhóis Valencia, Barcelona, Atlético de Madrid e o próprio Getafe.

O fato é que os franceses acreditam que oferecer a Greenwood um novo começo após a turbulenta fase pela qual passou pode ser o diferencial para a equipe conseguir superar a concorrência dos rivais pelo cobiçado atacante. Além disso, o jogador chegaria como uma peça fundamental para a próxima temporada após um decepcionante oitavo lugar na Ligue 1.

Foto de Márcio Júnior

Márcio JúniorRedator de esportes

Baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Passou pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Quinto Quarto antes de se tornar repórter na Trivela.
Botão Voltar ao topo