Premier League

Lucas Moura reforça crença do elenco do Tottenham em Mourinho: “O que aconteceu na Croácia foi culpa nossa”

O Tottenham reagiu bem à sua pior semana na temporada. Após a derrota para o rival Arsenal no final de semana anterior e a eliminação na Liga Europa para o Dinamo Zagreb após vencer por 2 a 0 na ida, o time bateu o Aston Villa por 2 a 0 no domingo (21) e, para Lucas Moura, mostrou a sua “verdadeira natureza”. Lamentando sobretudo a queda para os croatas, o brasileiro puxou a responsabilidade para o elenco e reforçou o apoio dos atletas ao criticado técnico José Mourinho.

Em entrevista ao jornal Evening Standard nesta segunda-feira (22), Lucas defendeu Mourinho, citou seu histórico no futebol e chamou seus companheiros a assumirem a responsabilidade.

“Estamos todos juntos, estamos no mesmo barco: perdemos juntos e vencemos juntos. O que aconteceu na Croácia foi culpa nossa, de todos. Quando estamos no campo, queremos apenas vencer. Sabemos que há muitos torcedores diante da TV, torcendo por nós. Jogamos por nossas famílias, por orgulho, e estamos todos juntos. Acreditamos no treinador. Acreditamos nele porque conhecemos sua história. Queremos apenas ter sucesso aqui.”

O brasileiro reconheceu a semana ruim, mas celebrou a possibilidade de poder dar a volta por cima em seguida: “Ontem, mostramos nossa verdadeira natureza, mostramos atitude. O bom do futebol é que você não tem tempo de chorar. Fizemos diferente ontem, merecemos a vitória, e estou muito feliz com isso”.

Lucas Moura afirmou que, no rescaldo da derrota por 3 a 0 para o Dinamo Zagreb, Mourinho foi importante para elevar o moral do grupo, mas preferiu não revelar exatamente o que o comandante disse. “Falamos sobre o jogo com o Dinamo. O técnico nos disse muitas coisas, mas o tipo de coisas que mantemos entre nós. Ele tem muita experiência e tentou nos motivar, e isso foi muito bom para o jogo de ontem”, explicou.

Nesta reta final de temporada, o brasileiro espera que a atuação contra o Aston Villa sirva de referência para as partidas a seguir, de forma que os Spurs terminem a campanha em uma boa nota.

“Vamos em frente. Temos nove jogos restantes, temos uma final (Copa da Liga Inglesa), devemos terminar bem a temporada. Faltaram muitas coisas contra o Dinamo, falta de intensidade, de agressividade. É difícil de explicar, claro, e depois do jogo nos arrependemos de muita coisa. Mas tivemos uma nova oportunidade e fomos bem, e é isso que precisamos fazer a cada jogo. Não podemos mudar esta mentalidade.”

José Mourinho, que após a eliminação para o Dinamo Zagreb havia acusado seus jogadores de falta de profissionalismo, também ressaltou a diferença de mentalidade vista contra o Aston Villa, ainda que em tom de lamentação pelo revés na Liga Europa: “É triste que nós tenhamos precisado de uma derrota tão dura para ter esse tipo de reação. Isto não deveria ter sido uma reação, este deveria ser o nosso estado de espírito permanente”.

Com 29 jogos feitos na Premier League, o Tottenham ocupa atualmente a sexta colocação, com 48 pontos, a três do Chelsea, quarto colocado e, por ora, último dos classificados à Champions League da próxima temporada.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo