Premier League

Eric Bailly nunca conseguiu resgatar sua carreira no United e seguirá a vida no Besiktas

O zagueiro de 29 anos, a primeira contratação de Mourinho em Old Trafford, foi vendido em definitivo para o futebol turco

Eric Bailly foi a primeira contratação de José Mourinho no Manchester United. E chegou a parecer uma aposta certeira: embora jovem e relativamente inexperiente, mostrou muitas qualidades, misturando força, velocidade e técnica, titular em sua primeira temporada e campeão da Liga Europa. No entanto, o excesso de lesões cobrou um preço alto e ele nunca conseguiu resgatar sua carreira em Old Trafford. Seguirá a vida no Besiktas, que anunciou a sua contratação nesta terça-feira.

A janela do futebol turco segue aberta depois do fechamento do mercado das principais ligas, o que permite aos clubes do país ver quem sobrou e fazer algumas apostas. Na última segunda-feira, o Galatasaray levou Tanguy Ndombélé e Davinson Sánchez, encostados no Tottenham. Bailly ainda tem 29 anos e reencontrará ex-colegas da Premier League, como Daniel Amartey (Leicester), Arthur Masuaku (West Ham) e Alex Oxlade-Chamberlain (Liverpool).

Bailly passou a última temporada emprestado ao Olympique de Marseille e não fez muita coisa para convencer o mundo do futebol de que está novamente em ótima forma física. Atuou em apenas 23 jogos por todas as competições, com um total de 855 minutos, e foi titular apenas cinco vezes na Ligue 1. Foi suspenso por sete partidas por uma entrada dura em Moussa N’Diaye, do Hyeres, durante a Copa da França, que levou o adversário a ser hospitalizado.

– Nosso clube chegou a um acordo com o Manchester United para a contratação em definitivo do zagueiro marfinense Rick Bailly. Acreditamos que ele fornecerá importantes serviços ao nosso clube, muito sucesso com nossa gloriosa camisa e a apresentará ao público com respeito – disse o Besiktas, terceiro colocado do último Campeonato Turco, em um comunicado.

Carreira promissora prejudicada por lesões

Bailly foi uma aposta do Manchester United, quando foi contratado, em 2016, por € 38 milhões, na época um valor bastante alto. Tinha apenas 22 anos e nem havia feito 50 partidas pelo time principal do Villarreal. Mas mostrou muita qualidade quando chegou a Old Trafford. Atuou 39 vezes e foi uma peça importante da campanha do time de Mourinho na Liga Europa, embora tenha perdido a final contra o Ajax por suspensão.

Os problemas físicos, porém, começaram a se acumular. O primeiro mais sério foi no tornozelo, em 2017. Depois, passou por cirurgia no joelho antes da temporada 2019/20 começar, com vários pequenas contusões no meio do caminho. O Manchester United não poderia esperar por ele e também foi aumentando a concorrência, com reforços como Harry Maguire, Raphaël Varane, Victor Lindelöf e Lisandro Martínez.

Além de perder o bonde pelas lesões, Bailly nunca conseguiu recuperar a forma da sua primeira temporada com regularidade, também pela falta de oportunidades. Desde aquela campanha, nunca participou de mais de 13 rodadas de uma edição de Premier Legue e fez apenas sete jogos no ano anterior a ser emprestado ao Olympique de Marseille. Sua última aparição vestindo o vermelho do United foi contra o Burnley, em 30 de dezembro de 2021.

– O defensor marfinense de 29 anos fez 113 jogos pelo Manchester United após chegar do Villarreal em 2016. Baily foi a primeira contratação de José Mourinho e ganhou a Supercopa da Inglaterra em sua estreia pelo clube, em uma vitória por 2 a 1 sobre o Leicester em Wembley, na qual foi eleito o melhor jogador da partida. Mais tarde naquela temporada, recebeu uma medalha de campeão da Copa da Liga Inglesa, como parte do time titular que venceu o Southampton por 3 a 2 – disse o Manchester United, em comunicado oficial.

– Ele também foi uma parte importante da nossa campanha triunfante na Liga Europa 2016/17, apesar de perder a vitória na final contra o Ajax em Estocolmo por suspensão. Baily foi eleito para o time da temporada da Liga Europa, com elogios à sua “dominante atuação defensiva”. O único gol de Bailly pelo United veio no começo da temporada seguinte, quando marcou em uma vitória por 4 x 0 fora de casa contra o Swansea, em agosto de 2017.

– Todos no United agradecem Eric pela sua contribuição enquanto esteve no clube e deseja a ele tudo de bom no futuro – encerrou.

Foto de Bruno Bonsanti

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.
Botão Voltar ao topo