Premier League

De Bruyne ressurge das cinzas para dar vitória com toque norueguês (mas não de Haaland ) ao Manchester City

O Newcastle foi de caça a caçador, mas De Bruyne estragou tudo ao ganhar o jogo para o Manchester City na Premier League

Neste sábado (13), o Newcastle perdeu para o Manchester City por 3 x 2, no Estádio St Jame's Park, pela 21ª rodada da Premier League. Com o resultado, os Magpies ficaram na 10ª posição do campeonato com 29 pontos. Já os Citizens, ainda sem Haaland, assumiram provisoriamente a vice-liderança com 43 pontos, mas precisam esperar o final da rodada para confirmar isso

E a caça ao líder não seria possível se não fosse por Kevin De Bruyne. Após quase cinco meses se recuperando de uma lesão, o meia ressurgiu das cinzas para salvar a pela de Pep Guardiola e companhia no Manchester City. Já o Newcastle foi de caça ao caçador, segurando a pressão rival com maestria. Só que o belga estragou tudo ao ganhar a partida sozinho

Como foi Newcastle x Manchester City pela Premier League

Desde o início, o Newcastle deu indícios de que iria surpreender o Manchester City. No primeiro minuto do 1º tempo, uma transição rápida rendeu um lançamento para Isak na direita. Ele cruzou rasteiro para a grande área e encontrou Longstaff, que conseguiu balançar as redes mesmo pressionado. Contudo, o gol foi anulado devido impedimento na origem da jogada.

Fato é que o lance serviu para machucar Ederson, que levou a pior na dividida com Walker. O lateral acabou acertando o joelho do goleiro, que não aguentou e precisou ser substituído por Ortega. Dali para frente, os Citizens começaram a gostar mais da partida, dominando a posse de bola e encurralando os Magpies em seu próprio campo de defesa.

Aos 16 minutos, o City saiu em contra-ataque. Rodri enfiou um bolão para Doku, que entrou na área e passou para Kovacic. Entretanto, ela veio muito atrás e foi afastada aos trancos e barrancos. Bernardo Silva aproveitou a sobra e arriscou um voleio da entrada da área, mas foi por cima do travessão. Contudo, não demorou muito para o Newcastle ceder à pressão adversária.

Já aos 25 minutos, Doku fez jogada individual e virou a bola da esquerda para a direita, encontrando Walker livre de marcação. Ele cruzou por baixo para a pequena área, encontrando Bernardo Silva, que tirou o coelho da cartola. De letra, o meia abriu o placar do jogo. E o momento favorável da equipe de Pep Guardiola continuou, principalmente apertando a saída de bola.

Três minutos depois, os Magpies erraram a saída de bola na lateral. Álvarez passou para Bernardo Silva na entrada da área. Ele mandou uma bomba, que parou em Dúbravka antes de explodir na trave. Contudo, o time de Eddie Howe foi de caça a caçador em instantes. E o empate aconteceu aos 33 minutos, em uma linda jogada dos donos da casa.

Após receber no meio-campo, Bruno Guimarães achou um lançamento magistral para Isak, que avançou nas costas da defesa. Ele cortou a marcação e bateu com estilo no cantinho. Apenas três minutos depois, o Newcastle virou pra cima do Manchester City, que acusou o golpe e se rendeu aos rivais.

Em roubada de bola no meio-campo, ela veio para Gordon, que arrancou pela esquerda em direção à grande área. Ele cortou para a perna direita e chutou colocado para balançar as redes. Aos 40 minutos, os Magpies assustaram os Citizens com Isak correndo pelo meio até à meta adversária. Entretanto, o chute por cima do poste. E isso foi tudo até a ida para o intervalo.

Genial, De Bruyne salva o dia

No 2º tempo, o Manchester City voltou com tudo para evitar a derrota para o Newcastle. Aos seis minutos, Alvarez teve uma chance em cobrança de falta na intermediária. Mesmo chutando no cantinho, Dubravka foi buscar. Seis minutos depois, Foden tentou uma finalização da meia-lua, mas nas mãos do goleiro dos Magpies. Já aos 18 minutos, Alvarez mandou uma bomba dentro da área, mas o goleiro impediu o empate dos Citizens.

Aos 24 minutos, Julian Alvarez teve um rebote na marca do pênalti. Mesmo desmarcado, o atacante argentino perdeu um gol inacreditável ao mandar por cima da trave. Foi aí que entrou o dedo de Guardiola, que chamou Kevnin De Bruyne no banco de reservas. Vale lembrar que o meia belga perdeu quase metade da temporada devido a uma grave lesão muscular.

Quatro minutos depois, Rodri deu um lindo passe para De Bruyne no meio-campo. Ele foi avançando com a bola pelo meio até chutar uma bola rasteira, sem muita força, na bochecha da rede. A batida foi indefensável para Dubravka, o que igualou o placar para Newcastle x Manchester City. E o time de Pep Guardiola continuou em cima querendo a vitória sobre a equipe de Eddie Howe.

Rodri pedalou na entrada da área aos 37 minutos da etapa final e chutou por baixo no cantinho. Entretanto, Dubravka foi buscar para evitar o gol. Só que o dia era de Kevin De Bruyne, que colocou os Magpies no bolso para garantir a vitória para os Citizens. E se ele foi a flecha na hora do empate, foi a vez de se transformar no arco nos acréscimos.

O belga enfiou um bolão – que só De Bruyne seria capaz de conseguir – para Bobb, que dominou, driblou o goleiro na pequena área e mandou para o fundo do gol. A vitória também foi com um toque norueguês. Não de Haaland, que ainda está no departamento médico, mas sim do atacante de 20 anos.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo