Premier League

Arsenal joga para o gasto contra o Wolves e mantém sonho vivo na Premier League

O Arsenal fez o suficiente para ganhar do Wolverhampton e continuar na briga pelo título da Premier League

Neste sábado (20), o Arsenal venceu o Wolverhampton por 2 a 0, no Molineaux Stadium, pela 34ª rodada da Premier League. Com o resultado, os Gunners assumiram provisoriamente a liderança do campeonato com 74 pontos, um a mais que o vice-líder Manchester City, que ainda joga na rodada. Já os Wolves ficaram na 11ª colocação com 43 pontos. Ambas equipes têm um jogo atrasado a ser realizado.

Após a eliminação para o Bayern de Munique nas quartas de final da Champions League, o Arsenal fez o suficiente para somar mais três pontos e se manter vivo na briga pelo título da Premier League. A tarefa não é nada fácil, mas os Gunners sabem que precisam fazer sua parte enquanto a matemática ainda permite. Já o Wolverhampton se contenta em ser um time de meio de tabela.

O Arsenal mostrou sua identidade dentro de campo ao tentar massacrar a marcação dos Wolves, tanto que teve várias chances de colocar a bola na casinha. O Wolverhampton não fez por merecer o empate, e acabou com mais uma derrota na Premier League. No apagar das luzes, os Gunners conseguiram colocar o último prego no caixão do adversário.

Como foi Wolverhampton x Arsenal pela Premier League

Desde o começo do 1º tempo, o Arsenal buscou controlar a partida através da posse de bola e da marcação pressão na defesa do Wolverhamptons. Os Gunners rondaram a grande área adversária, mas tiveram dificuldades de furar o bloqueio dos Wolves, que chegaram a montar uma linha de cinco defensores. Por isso, a falta de finalizações perigosas foi uma dor de cabeça.

Sem muito sucesso lá na frente, o Arsenal chegou a sofrer um pouco em seu próprio campo, inclusive com o Wolverhampton quase abrindo o placar. João Gomes aproveitou uma bobeira de Kiwior e entrou na área com a bola dominada. O chute do volante dos Wolves parou no goleiro dos Gunners, com a bola ainda batendo na trave. Só que uma resposta à altura não demorou muito tempo.

O Arsenal conseguiu colocar a bola na grande área para Gabriel Jesus, que batalhou para não ser desarmado pela defesa do Wolverhampton. Aos trancos e barrancos, o atacante brasileiro conseguiu ajeitar para Trossard, que mandou de bico para balançar as redes. Um placar parcial justo para os Gunners por tudo o que construiu em cima dos Wolves.

Tudo sob controle

O 2º tempo foi ainda mais dominante para o Arsenal, que passou a sufocar o Wolverhampton. Para isso, os Gunners também passaram a criar mais espaços em seu campo de ataque para ter mais finalizações. Os Wolves então se viram obrigados a se defenderem como podiam para evitar uma desvantagem maior, praticamente sem chances de contra-atacar.

Mesmo assim, o Arsenal não conseguiu transformar todo esse volume em gol. O Wolverhampton, por sua vez, aproveitou para se lançar ao ataque para buscar o empate, mas sem sucesso. Mesmo na base do tudo ou nada, os Wolves não foram capazes de incomodar de verdade os Gunners. Nos acréscimos, ainda deu tempo para Odegaard marcar mais um gol e garantir mais um triunfo.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo