Champions League

Uma cabeçada fatal de Kimmich foi o suficiente para o Bayern eliminar o Arsenal

Em jogo amarrado, Bayern de Munique vence Arsenal pelo placar mínimo na Alemanha e garante vaga na semifinal da Champions League

A batalha entre Bayern de Munique x Arsenal, pelas quartas de final da Champions League, terminou com final feliz para os bávaros. Após empate por 2 a 2 em Londres, as duas equipes voltaram a se enfrentar nesta quarta-feira (17), e o Gigante da Baviera fez valer o mando de campo. Na Allianz Arena, o time alemão bateu os Gunners por 1 a 0 e garantiu vaga na semifinal continental. De cabeça, Joshua Kimmich marcou o único gol da partida.

Em jogo morno e sem grandes emoções no 1º tempo, o Bayern voltou mais ligado para etapa complementar e castigou o Arsenal em jogada de Raphael Guerreiro e Kimmich. O meio-campista alemão recebeu cruzamento perfeito do português e, com cabeceio firme e certeiro, classificou os bávaros.

Quase nada de interessante aconteceu no 1º tempo e o 0 a 0 se manteve

Equilíbrio, cautela e estudo marcaram os primeiros minutos de Bayern x Arsenal. As duas equipes buscaram valorizar a posse de bola e a troca de passes desde o campo de defesa. Os Gunners tomaram a iniciativa, mas os bávaros logo igualaram as ações. Na área técnica, tanto Tuchel quanto Arteta observavam atentamente os movimentos de seus times e orientavam os jogadores. As defesas se sobressaíam sobre os ataques e nenhum lance de grande perigo foi registrado até os 20′. Com exceção de duas finalizações sem direção de Harry Kane, nada aconteceu.

O Arsenal teve um pouco mais de posse de bola no 1º tempo, porém faltou objetividade. A equipe londrina girava o jogo pacientemente e não conseguia furar o bloqueio bávaro. Bem postado defensivamente, o Bayern compactou suas linhas, fechou bem os espaços e impediu o avanço dos ingleses. Tuchel adotou estratégia reativa, e pode-se dizer que ela deu certo na etapa inicial. Apesar da partida morna e morosa, os donos da casa criaram as duas melhores oportunidades e ficaram perto de abrir o placar. Em contra-ataque puxado por Raphaël Guerreiro, Mazraoui foi bloqueado no momento do arremate. Já Musiala obrigou David Raya a fazer boa defesa em finalização de fora da área.

Jogador mais lúcido do ataque do Arsenal nos 45′ iniciais, Gabriel Martinelli gerou a única boa situação de gol dos visitantes. Em descida pelo lado direito, Ödegaard cruzou rasteiro e encontrou o brasileiro que, de primeira, finalizou em cima de Neuer, posicionado no meio do gol. Após começo irregular, os Gunners conseguiram se acertar e incomodaram o Bayern na saída de jogo. Ainda assim, o placar não passou perto de ser alterado. O 0 a 0 foi o resultado parcial mais justo possível.

Kimmich aparece como elemento surpresa na área e classifica Bayern

Com um minuto de bola rolando, a etapa complementar registrou mais emoção que o 1º tempo todo. Goretzka recebeu cruzamento preciso de Kimmich e, posicionado entre os defensores do Arsenal, cabeceou no travessão. Raphael Guerreiro pegou a sobra e emendou chute forte e cruzado, que explodiu no pé da trave direita. Após blitz do Bayern na volta do intervalo, o Arsenal absorveu a pressão e esfriou o jogo.

Erros técnicos e disputas físicas picotavam a partida e comprometiam o desenrolar das ações ofensivas. Até que a experiência de Kimmich falou mais alto e entrou em ação na Allianz Arena. Sané foi até a linha de fundo pela direita e levantou na área. Raya espalmou e a bola sobrou para Raphael Guerreiro no outro lado. Frio, o português descolou cruzamento na direção de Kimmich que, como elemento surpresa, mergulhou livre de marcação, testou consciente e inaugurou o marcador.

Insatisfeito com a postura do Arsenal em campo, Arteta decidiu mexer na equipe. Trossard e Gabriel Jesus entraram nos lugares de Gabriel Martinelli e Jorginho. Mas em nada adiantou. Os Gunners sentiram o gol de Kimmich e não tiveram poder de reação depois disso. Pelo contrário. Mesmo à frente no placar, o Bayern dominou a partida na reta final e, sem sustos, confirmou a vitória e classificação.

Estatísticas de Bayern de Munique 1 x 0 Arsenal – Champions League 2023/24

  • Posse de bola: 52% x 48%
  • Faltas: 10 x 13
  • Finalizações: 15 x 9
  • Finalizações no gol: 3 x 3
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo