Inglaterra

Pochettino explica porquê DM do Chelsea é ‘incrível’ mesmo com 14 lesionados

O Chelsea vive uma verdadeira crise de lesões na temporada, mas Pochettino tem uma opinião sincera sobre o DM

Mesmo com um investimento bilionário de Todd Boehly em reforços desde 2022, o Chelsea ainda não engrenou. Nesta temporada, os Blues ficaram com o vice da Copa da Liga Inglesa e foram eliminados na semifinal da Copa da Inglaterra. Agora, o que resta é a Premier League, na qual ainda sonham com uma vaga em competições europeias. E o que ajuda a explicar o 2023/24 decepcionante são as lesões.

E não estamos falando de um problema pequeno. Críticas ao trabalho de Mauricio Pochettino à parte, o Chelsea tem sido duramente afetado pela frequência das contusões, o que com certeza influencia no futebol apresentado dentro de campo. É difícil implementar seu estilo de jogo se você é obrigado a mudar sua formação em praticamente todas as partidas e não tem os melhores jogadores à disposição.

Basta olhar para a atual situação do elenco dos Blues: são 14 lesionados faltando cinco partidas para o fim da temporada. Não à toa, o departamento médico do Chelsea também virou alvo de críticas por parte da torcida, já que esse número fica ainda maior quando levamos em consideração todo 2023/24. Apesar de tudo isso, o treinador argentino garante que seu DM é incrível:

– Estamos trabalhando e tentando melhorar. Temos uma equipe incrível – equipe médica, equipe de desempenho, equipe técnica, e todos nós temos experiência em administrar clubes e estar neste negócio, disse Pochettino em entrevista coletiva.

Os 14 machucados do Chelsea

Segundo a plataforma Premier Injuries, que monitora as lesões dos 20 times da Premier League, esses são os 14 machucados do Chelsea:

  • Enzo Fernández: problema na virilha – como passou por cirurgia, não deve mais jogar nesta temporada
  • Wesley Fofana: lesão no joelho – também não deve estar mais à disposição do Chelsea em 2023/24
  • Romeo Lavia: contusão na coxa – só deve retomar às atividades na pré-temporada para 2024/25
  • Lesley Ugochukwu: problema na coxa – pode voltar a jogar pelos Blues em 10 dias
  • Christopher Nkunku: lesão na coxa – a tendência é que retorne em meados de maio
  • Levi Colwill: contusão no pé – provável é que volte a atuar pelo Chelsea em menos de duas semanas
  • Reece James: problema na coxa – possivelmente à disposição de Pochettino em no máximo 15 dias
  • Raheem Sterling: lesão na lombar – deve jogar na próxima semana
  • Malo Gusto: contusão no joelho – sem previsão de recuperação
  • Ben Chilwell: problema no joelho – não há prazo para retornar aos Blues
  • Carney Chukwuemeka: lesão no joelho – Blues não deram previsão de recuperação
  • Thiago Silva: contusão na virilha – sem prazo para voltar a atuar
  • Axel Disasi: outro – não há previsão de retorno ao Chelsea
  • Robert Sanchez: mal-estar – prazo indefinido

Qual o real problema na visão de Pochettino?

Pochettino acredita que os funcionários da equipe médica, de performance e da preparação física são totalmente capacitados para sanar o calvário de lesões do Chelsea. Para isso, o técnico argentino acredita que existem alguns empecilhos nesses setores que precisam ser solucionadas para a próxima temporada, visando um crescimento da abordagem dos Blues à reabilitação e recuperação dos atletas:

– Preciso ser sincero. Sempre que você está em um novo processo, em uma nova estrutura, há coisas que podemos fazer melhor. Todos nós sentimos a responsabilidade. Então, muitas circunstâncias aconteceram e é difícil explicar com uma frase. No final da temporada, precisamos colocar todas as informações na mesa para sermos melhores na próxima temporada. Precisamos melhorar a comunicação, a dinâmica, as estratégias, tudo que precisamos para colocar nosso conhecimento para coordenar melhor, finalizou Mauricio Pochettino.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo