InglaterraPremier League

Pés no chão: Título? Não, estamos perto da vaga na Champions, diz Ranieri

A vitória sobre o Crystal Palace em Londres, na casa do adversário, levou o Leicester a 66 pontos em 31 jogos na temporada. Uma distância que, na melhor das hipóteses para os adversários, será de cinco pontos. Na melhor, será de oito. Restam sete rodadas, o que significa que a vantagem dos Foxes é enorme. O técnico Claudio Ranieri, porém, mantém os pés firmes no chão. Para ele, o time está perto apenas de conquistar uma vaga na próxima Champions League. Título? Ainda não dá para falar nisso.

LEIA TAMBÉM: Encarado como grande, Leicester segue roteiro de sofrimento e vitórias

“Eu acho que agora estamos perto de conquistar vaga na Champions League. Esta é uma grande conquista, mas é preciso ir passo a passo”, disse o treinador italiano, que estava muito em baixa quando chegou ao clube, vindo de um trabalho desastroso na seleção da Grécia – perdendo os dois jogos para as Ilhas Faroe nas Eliminatórias para a Eurocopa.

“Eu não estou sonhando com o título. Eu faço uma comparação entre a corrida pelo título e cada partida. Você não sabe o que vai acontecer até o fim”, continuou Ranieri, ex-treinador de Chelsea, Roma, Inter e Juventus. “Isso soa bem, nossos torcedores estão cantando uma música muito boa sobre isso, mas nós precisamos permanecer calmos”, pediu. “Temos que continuar a nos esforçar muito, porque a vaga na Champions League está perto para nós. Talvez nas próximas duas partidas eu possa dizer alguma coisa a mais”, declarou ainda o treinador.

Os pés no chão de Ranieri ainda falam sobre até uma eventual perda do título, que, para ele, ainda pode acontecer. “Acredite em mim, eu estou muito feliz com esta temporada”, disse. “Eu lembro do começo da temporada… Eu não esqueci. O objetivo era salvar o time [do rebaixamento para a segunda divisão] e agora todo mundo está falando sobre nós. Não apenas na Inglaterra, em todo o mundo. Todo mundo está nos empurrando e é uma grande energia que nós sentimos”, afirmou ainda o técnico.

“Se, no final, alguém estiver melhor que nós, nós ainda iremos ter uma conquista fantástica. Nós temos que estar focados. Às vezes eu tenho dito que estamos na última chance, que agora estamos na reta final. Agora eu quero ver meus cavalos, como eles correm”, continuou. “Há sete partidas até o final. Não é fácil para nós agora. Nós somoss o Leicester. Não somos um time como o Manchester United, Manchester City, Chelsea. Para eles, cinco pontos ou oito pontos de vantagem, seria o fim”, admitiu Ranieri.

O Leicester pode não ser nenhum desses times que Claudio Ranieri citou, mas está indo melhor que todos eles. Pode não ter a experiência no elenco de jogadores que já viveram essa situação de estar liderando uma das maiores ligas do mundo, em como lidar com a pressão, que será enorme, nos jogos finais. Mesmo assim, o time tem uma vantagem sólida. Tem tudo para conquistar o título, que será histórico.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo