Inglaterra

“Mourinho deveria ser preso por bullying contra Schweinsteiger”, diz esloveno da FifPro

José Mourinho é alguém cuja personalidade é difícil de lidar. Sem nem ter completado um mês sobre o comando técnico do Manchester United, o português já fez sua primeira vítima. Kaká, Diego Costa, Adriano, Iker Casillas. Foram várias desavenças e inimizades até chegar a vez de Bastian Schweinsteiger, um jogador que não está em plenas condições físicas e já não é mais o mesmo de dois anos atrás, mas que merecia o mínimo de respeito de seu novo técnico. Ainda na pré-temporada, Mourinho afastou Schweini do time principal sem mais, nem menos, e colocou o alemão para treinar com a equipe sub-20. Fato que revoltou algumas pessoas, como um membro da FifPro.

LEIA TAMBÉM: Mourinho: “Tem certos treinadores que não ganham nada há dez anos. Meu último título foi ano passado”

“O que Mourinho está fazendo se configura, claramente, como um caso de bullying”, disse Dejan Stefanovic, esloveno da FifPro, à BBC. “Na Eslovênia, nós teríamos o indiciado e pedido pela penalidade mais dura: três anos na cadeia”, acrescentou. Além de dirigente da associação que cuida, em escala internacional, de assuntos de jogadores profissionais, Stefanovic é advogado e também trata do futebol em seu país. “O que está acontecendo é uma clara tentativa de desencorajar Schweinsteiger. Mourinho é um mau exemplo. Gostaria de levar essa questão ao tribunal comum. No nosso caso, o código penal é bastante claro. Se houver intimidação e assédio, há uma sanção de prisão, podendo gerar um máximo de três anos na cadeia”, disse ainda.

“Bastian deveria chegar para a FifPro e apresentar uma queixa a respeito dessa situação. Eu também iria procurar uma penalidade para Mourinho”, incentivou o esloveno. “Todos os jogadores da equipe principal têm que treinar com os treinadores da equipe principal no mesmo lugar, no mesmo momento que todos os outros companheiros de time. Isso é algo que deve ser aplicado a todo e qualquer clube, e já que é algo que está escrito nos regulamentos da Fifa”, falou. Pouco depois de Schweinsteiger ter anunciado sua aposentadoria da seleção alemã, Mourinho o deixou fora dos 25 jogadores relacionados para o amistoso contra o Galatasaray. No jogo contra o Everton, em homenagem a Wayne Rooney, a mesma coisa.

Se por um lado há quem pareça estar insatisfeito com Bastian no Manchester United, no Bayern de Munique, seu ex-clube, as pessoas o receberiam de braços abertos. Toby Schweinsteiger, assistente técnico da equipe sub-17 do time da Baviera e irmão de Basti, fez um comentário no Twitter falando sobre o afastamento do camisa 31. “Falta de respeito”, disse, em poucas palavras. Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern, também se manifestou sobre isso, afirmando que o fato é inacreditável e que nunca aconteceu no clube que administra. Tudo bem que jogador sofre com lesões há algum tempo e não rende mais como antes, mas respeitar o grande profissional que é deveria ser obrigação.

TRIVELA FC: Conheça nosso clube ganhe vantagens e faça a Trivela ainda mais forte

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo