Inglaterra

Mancini se opõe a fair play financeiro na Premier League

Mal saiu a decisão que determina a implementação de um teto salarial e um fair play financeiro no futebol inglês e já está registrada a primeira reclamação a respeito. Foi justamente do treinador de uma das equipes que mais tem gasto na Premier League. Roberto Mancini se colocou de forma contrária ao panorama previsto para a próxima temporada.

“Se eu sou um homem rico, gostaria de gastar todo o meu dinheiro no meu time. Não concordo com tudo isso, mas é só minha opinião”, dispara o manager do Manchester City. Além do City, Aston Villa, Fulham, West Brom, Swansea e Southampton também foram contra a medida do fair play financeiro, que ao que tudo indica ainda vai gerar muita polêmica entre os clubes mais ricos.

“As regras são essas, temos de trabalhar dentro delas, então. Porém, não podemos mudar isso. Acontece que precisamos contar com bons jogadores e para isso temos de gastar dinheiro. Apenas se trabalharmos rápido podemos montar o elenco sem a necessidade de investir altas quantias. Não entendo muito nesse quesito, mas vou me adaptar. Claramente esta regra dificulta muito mais do que dez anos atrás”, reclama Mancini.

E o técnico do atual campeão inglês não parou por aí. Também disparou contra a política de negociação de outras equipes que tratam com o City: “É verdade que não precisamos sempre gastar €30 milhões em reforços, mas posso garantir que sempre que nos interessamos por algum atleta e ele valha €10 milhões, nos pedem o triplo. Seria ideal que tivéssemos outras restrições para evitar isso também”, finaliza.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo