Inglaterra

Fulham aproveita exceção da Fifa e contrata Manor Solomon do Shakhtar Donetsk por uma temporada

A entidade permitiu que jogadores estrangeiros suspendessem seus contratos com clubes ucranianos para a próxima temporada, se não houvesse um transferência acertada até o fim de junho

O Fulham anunciou nesta segunda-feira um acordo para contar com os serviços de Manor Solomon, que aproveitou a exceção aberta pela Fifa a jogadores estrangeiros defendendo clubes ucranianos para jogar pelo clube londrino na próxima temporada. O ponta de 23 anos defendeu a seleção israelense 31 vezes e marcou 22 gols em 106 jogos pelo Shakhtar Donetsk.

Por causa da guerra na Ucrânia, a Fifa permitiu que jogadores estrangeiros atuando no país suspendessem seu contrato para a temporada 2022/23, desde que uma transferência não fosse acertada até o fim de junho. Em uma atualização, a entidade disse que esses negócios podem ser registrados apenas em 1º de agosto, o que o Fulham disse que fará.

Solomon foi citado nominalmente pelo CEO do Shakhtar Donetsk, Sergei Palkin, como um exemplo de negociação que foi abortada assim que a Fifa emitiu a sua decisão. Ele afirmou que o Fulham imediatamente enviou um e-mail dizendo que estava se retirando das conversas para comprá-lo por € 7,5 milhões e que exerceria a exceção para tê-lo durante o próximo ano.

Precisando de dinheiro com urgência para pagar as contas, com o Campeonato Ucraniano ainda paralisado, o Shakhtar Donetsk está cobrando € 50 milhões de indenização da Fifa, por dinheiro que considera ter deixado de arrecadar, e recorreu da decisão da entidade na Corte Arbitral do Esporte.

Enquanto isso, Solomon terá sua primeira experiência na Europa fora da Ucrânia. Ele surgiu pelo Maccabi Petah Tikva, estreando ainda aos 17 anos, e se transferiu ao Shakhtar Donetsk em 2019. Ganhou mais espaço nas últimas duas temporadas, sem nunca ser um titular absoluto. Atua preferencialmente na ponta esquerda, pela qual brigará com Neeskens Kebano, jogador congolês de 30 anos que foi a principal escolha do técnico Marco Silva naquela posição na campanha do acesso.

“Estou muito feliz por estar aqui no Fulham e mal posso esperar para sentir o clima especial do Craven Cottage. Há muitos grandes jogadores aqui e estou determinado a ajudar o Fulham a conquistar seus objetivos neste ano. Também quero mandar um grande abraço aos meus amigos e torcedores na Ucrânia. Vocês estão nos meus pensamentos”, disse Solomon, que estará se aproximando do fim do seu contrato com o Shakhtar Donetsk quando retornar do Fulham ano que vem.

Solomon é o terceiro reforço de um Fulham mais comedido em seu terceiro acesso à Premier League em cinco anos. Ele se junta ao volante João Palhinha, do Sporting, e ao meia Andreas Pereira, do Manchester United e que estava emprestado ao Flamengo.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo