Inglaterra

Lesão de Ederson pode ser mais grave do que parece

Goleiro brasileiro se machucou em lance que gerou o pênalti sobre Darwin Núñez e ocasionou o gol de empate do Liverpool contra o City

O goleiro Ederson do Manchester City acabou se machucando após chocar com Darwin Núñez aos cinco minutos do segundo tempo do jogo contra o Liverpool neste domingo pela 28ª rodada da Premier League. Michael Oliver marcou penalidade máxima na jogada, convertida por Mac Allister, que deixou tudo igual em Anfield Road. O brasileiro foi substituído por Ortega e a lesão do jogador parece mais grave do que parece, pelo menos foi o que o técnico do City afirmou em entrevista após a partida.

Pep Guardiola falou para a beIN Sports após o confronto e disse que a situação médica de Ederson “não parecia boa” após o choque com o atacante uruguaio. O goleiro bem que tentou permanecer na partida, mas seis minutos depois da cobrança do pênalti acabou pedindo substituição, preocupando não só a torcida do Manchester City, mas também a comissão técnica da seleção brasileira, já que o atleta foi convocado para os amistosos diante da Inglaterra e da Espanha nos próximos dias 23 e 26 de março.

Ederson fará exames mais detalhados nesta segunda-feira e o Manchester City deve divulgar informações sobre a lesão no decorrer do dia. A comissão técnica da seleção brasileira está em contato com o clube inglês e monitora a situação do goleiro de 30 anos. O médico Rodrigo Lasmar fará um relatório de todos os convocados, com dados atualizados sobre a condição física de Ederson. Dependendo do relatório vindo do Reino Unido, o goleiro pode ser cortado dos dois próximos amistosos do Brasil.

Alisson, goleiro do Liverpool, não foi convocado por estar lesionado e caso Ederson seja cortado, Bento do Athletico Paranaense e Rafael do São Paulo são as outras opções do selecionado brasileiro.

Ederson pode ficar fora da seleção pela segunda vez em quatro meses

Caso a lesão de Ederson seja considerada mais grave e haja necessidade do goleiro brasileiro ser sacado da última convocatória da seleção, esta será a segunda vez em quatro meses que o jogador terá de se ausentar de seu compromisso junto ao Brasil. Em novembro de 2023, ainda sob o comando de Fernando Diniz, um trauma no pé esquerdo do jogador o tirou dos jogos contra a Colômbia e frente a Argentina pela quinta e sexta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026.

Ederson se lesionou no dia 12 de novembro do ano passado, no empate entre Chelsea e Manchester City pelo placar de 4 a 4 em Stamford Bridge. Na época, Rodrigo Lasmar, técnico da seleção brasileira, afirmou que o goleiro estava com dificuldades para caminhar e a opção da comissão técnica foi sacar o jogador, que deu lugar à Bento do Athletico Paranaense, que na ocasião foi convocado pela primeira vez para defender o Brasil.

— Após o jogo (contra o Chelsea) ele estava com dificuldade para caminhar, o pé estava inchado e com bastante dor. Em um primeiro momento, nós adiamos a apresentação dele aqui para que ele pudesse fazer exames na Inglaterra — explicou o médico da seleção brasileira na época.

Bento chegou a ser convocado na primeira lista de Fernando Diniz, mas por conta de uma lesão na coxa acabou ficando fora e acabou substituído por Lucas Perri do Botafogo.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo