Inglaterra

De Natal, o Manchester City quer De Bruyne e Rodri saudáveis e outra arrancada na Premier League

Dupla de meio-campistas é o coração do Manchester City de Guardiola

Na cartinha direcionada ao Papai Noel de pedidos para 2024, o torcedor do Manchester City clama: deixe Kevin de Bruyne e Rodri saudáveis. O belga mal jogou na temporada, o espanhol fez falta quando esteve fora (e sentiu nova lesão no Mundial de Clubes), e a recuperação de ambos é essencial. Quem sabe não teria mais uma solicitação: um outro segundo turno quase perfeito a exemplo do que aconteceu nos últimos anos?

Claro, a Champions League, já conquistada no último ano, não seria nada mal, assim como a Copa da Inglaterra, que inicia em janeiro. Mas a Trivela reuniu apenas três fatores – dois deles podem ser diretos para vencer outras taças -, além da Premier League, que, se for campeão, será o primeiro a levar quatro consecutivas.

Rodri e De Bruyne bem fisicamente é a chave para os títulos

Principal craque do Manchester City – em qualidade, à frente de Erling Haaland -, De Bruyne é o motorzinho do time no meio-campo, responsável por dar ritmo e coloca frequentemente os colegas na cara do gol – seja pelo chão ou em cruzamentos perfeitos. Os chutes de fora da área também são boas fontes de gols – os brasileiros conhecem muito bem isso desde a Copa do Mundo de 2018. Porém, o belga tem a carreira marcada por problemas musculares. Já na final da última Champions League, contra a Internazionale, teve que ser substituído pelas mesma questão. Em 2021, na decisão europeia frente ao Chelsea, sofreu com isso pela primeira vez, apesar de ser diferente, pois fraturou o rosto.

A lesão do último jogo da temporada 2022/23 atrapalhou toda preparação para a atual. Kevin não jogou a pré-temporada e, quando foi jogar pela primeira vez em 23/24, atuou por apenas 26 minutos na Community Shield saindo do banco – ainda perdeu um pênalti na disputa e o City foi derrotado pelo Arsenal. Na primeira rodada da Premier League, começou entre os titulares e só durou até os 23 do primeiro tempo, substituído por uma grave lesão na coxa, que precisou até de intervenção cirúrgica. Passados mais de quatro meses, a expectativa é que o belga jogue ainda em janeiro de 2024, para o alívio do time de Pep Guardiola, que utilizou Julián Alvarez, Bernardo Silva, Phil Foden, Matheus Nunes e outros na função, nada próximo de exercer o que o craque De Bruyne faz.

Rodri é outro que, quando é desfalque, é um pesadelo para Guardiola. Dentre os melhores jogadores da última temporada, ele manteve o alto nível na atual. Na vitória sobre o Nottingham Forrest por 2 x 0, o volante espanhol foi expulso com vermelho direto e teve que cumprir três jogos de suspensão. Nesse período, o Manchester City, até então invicto, perdeu três seguidas nas competições nacionais. Ainda há mais dor de cabeça, visto que ele saiu lesionado na vitória na final do Mundial de Clubes, e ainda será reavaliado.

Vale citar também a ausência de Jérémy Doku, único ponta do elenco com característica de velocidade, drible e um mano a mano mortal, quase sempre superando os adversários. Com uma lesão muscular, o belga está fora e deixa o City um tanto mais previsível, sem ninguém para quebrar as linhas de defesa adversárias em jogadas individuais.

Inconsistente na Premier League, Manchester City precisa repetir a regularidade da última temporada

É evidente, o Manchester City atual não segue no mesmo nível da temporada passada. A equipe passou a ser frágil defensivamente, sofrendo – sem contar partidas do Mundial – 16 gols nos últimos oito jogos. No período, sofreu a mais dura derrota da carreira de Guardiola, não pelo placar, e sim pelo domínio sensacional do Aston Villa. Os Cityzens sofreram 22 finalizações, foram vulneráveis, e o revés de 1 a 0 poderia ter sido maior.

Se há algo para o torcedor dos azuis de Manchester se prender é a postura do City nas segundas partes das temporadas, quando normalmente arranca e não deixa ninguém sequer disputar a Premier League. No último ano, o Arsenal liderou por quase toda competição, até que a equipe de Guardiola fez um segundo turno quase perfeito para levar o terceiro Campeonato Inglês consecutivo, igualando o rival United como o único a alcançar tal feito na era moderna da liga.

Premier League
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Bournemouth

Bournemouth

0 0 0 0 0 0
1 Arsenal

Arsenal

0 0 0 0 0 0
1 Aston Villa

Aston Villa

0 0 0 0 0 0
1 Brentford

Brentford

0 0 0 0 0 0
1 Brighton

Brighton

0 0 0 0 0 0
1 Chelsea

Chelsea

0 0 0 0 0 0
1 Crystal Palace

Crystal Palace

0 0 0 0 0 0
1 Everton

Everton

0 0 0 0 0 0
1 Fulham

Fulham

0 0 0 0 0 0
1 Ipswich

Ipswich

0 0 0 0 0 0
1 Leicester

Leicester

0 0 0 0 0 0
1 Liverpool

Liverpool

0 0 0 0 0 0
1 Man City

Man City

0 0 0 0 0 0
1 Man Utd

Man Utd

0 0 0 0 0 0
1 Newcastle

Newcastle

0 0 0 0 0 0
1 Nottm Forest

Nottm Forest

0 0 0 0 0 0
1 Southampton

Southampton

0 0 0 0 0 0
1 Tottenham

Tottenham

0 0 0 0 0 0
1 West Ham

West Ham

0 0 0 0 0 0
1 Wolverhampton

Wolverhampton

0 0 0 0 0 0
Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo