Copa da Inglaterra

‘Não entendo’: Guardiola questiona calendário e prevê cenário ainda pior

Técnico espanhol comentou sobre o curto espaço de tempo entre jogos da Champions League e da Copa da Inglaterra

Pep Guardiola criticou a organização do calendário do futebol na Europa, e lamentou o fato de ter jogado diante do Chelsea pela semifinal da Copa da Inglaterra apenas 72 horas após ser desclassificado nos pênaltis contra o Real Madrid nas quartas da Champions League. O técnico espanhol questionou durante entrevista coletiva o porquê do jogo do City não ter sido realizado neste domingo, enquanto a outra semifinal da competição nacional, envolvendo Manchester United e Coventry, ser realizada no sábado.

— Estou incrivelmente feliz por jogar a semifinal da Copa da Inglaterra. Adoro estar nas quartas de final da Liga dos Campeões, mas não entendo. Minha preocupação é pela saúde dos jogadores. Não entendo como sobrevivemos hoje. O que eles fizeram hoje é uma das melhores coisas que vi de um grupo de jogadores — disse Guardiola.

No confronto deste sábado, Bernardo Silva marcou o gol que deu a vitória ao Manchester City, e a classificação aos Citizens para a final da Copa da Inglaterra. Guardiola aproveitou para questionar o fato de não ter recebido ao menos mais um dia de descanso após a eliminação na Champions League, aproveitando para citar que United e Coventry não jogaram no último meio de semana.

— As pessoas não imaginam que soco na cara estar fora da Liga dos Campeões da forma como estamos fora. Porque não nos dar mais um dia para chegar no domingo, pois Coventry e United não jogaram no meio de semana. Para as emissoras? Está bem — indagou o técnico do City.

Guardiola ameaça utilizar jogadores da base

A indignação de Guardiola com a montagem do calendário, por falta de tempo entre um jogo de Champions League e seus compromissos pelas competições nacionais, é tanta que o técnico ameaçou utilizar jogadores da base na próxima temporada caso aconteça algum conflito de datas. Vale lembrar que a Associação de Futebol da Inglaterra (FA) concordou com o calendário proposto.

— Quando jogamos a Champions League, espero que nos qualifiquemos, e na mesma semana da Copa da Liga. Como vamos jogar? Vamos usar a base na Copa da Liga Inglesa? Depois da próxima temporada, vamos para o Mundial de Clubes. Estamos incrivelmente felizes, ganhamos muito dinheiro, e estamos incrivelmente prestigiados. Mas quantos dias eu dou para os jogadores? Duas semanas de folga e recomeçar a temporada. É insustentável — questionou o treinador.

Sequência de jogos causou exaustão dos jogadores do City

Guardiola ainda citou que a sequência de jogos causou a exaustão dos seus jogadores, e este teria sido o motivo para que alguns atletas tenham desempenhado menos em campo, principalmente na eliminação para o Real Madrid no último final de semana. O treinador chegou a citar o nome de Kyle Walker, Manuel Akanji, e Kevin de Bruyne como alguns dos atletas que estavam em seus limites físicos.

— Eu disse a eles ‘não lutem contra seus sentimentos, se vocês estão tristes e decepcionados, tudo bem, mas uma vez que vocês estão aqui, façam o seu melhor. Kyle (Walker) esteve lesionado durante quatro semanas, jogou 120 minutos (quarta-feira), e disse que queria voltar a jogar. Jogar bem? Não, mas ele estava lá. E é o suficiente — complementou Guardiola.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo