Copa da Inglaterra

Com direito a pintura de Enzo Fernández, o Chelsea esbanjou segurança e despachou o Aston Villa

Dentro do Villa Park, Chelsea não toma conhecimento do adversário, vence, convence e garante vaga nas oitavas de final da Copa da Inglaterra

Depois do empate por 0 a 0 em Stamford Bridge, Aston Villa x Chelsea voltaram a se enfrentar nesta quarta-feira (7), dessa vez no Villa Park, pelo replay da 4ª rodada da Copa da Inglaterra. Antes da bola rolar, os donos da casa eram apontados como os grandes favoritos no confronto. Afinal, a fase da equipe de Unai Emery empolga, enquanto o atual momento dos Blues não é nada positivo. Pois bem, na ‘lógica', o time mandante eliminaria os londrinos. No entanto, como lógica não faz parte do vocabulário do futebol, deu Chelsea.

E a vitória dos Blues não foi qualquer vitória. A equipe londrina jogou muita bola e bateu o Villa por 3 a 1. Gallagher, Nicolas Jackson e Enzo Fernández marcaram os gols da partida e colocaram o Chelsea nas oitavas de final da Copa da Inglaterra. O Leeds United será o próximo adversário do time de Mauricio Pochettino.

Chelsea domina Villa e vai para o intervalo com boa vantagem

Jogando em casa, o Aston Villa encurralou o Chelsea nos minutos iniciais e tentou imprimir sua tradicional ‘blitz'. Mas foram os Blues que criaram a primeira boa oportunidade do jogo. Em contra-ataque rápido, Malo Gusto acionou Madueke no lado direito, o atacante inglês gingou para cima da marcação e cruzou rasteiro na área. Cole Palmer desviou de maneira sutil e facilitou a vida de Dibu Martínez. A partir daí, a equipe visitante se encheu de confiança, se aproveitou de erro do Vila e conseguiu abrir o placar pouco tempo depois.

Aos 10′, o Chelsea roubou a bola no meio-campo e Gallagher esticou na direção de Nicolas Jackson no corredor esquerdo. O atacante senegalês invadiu a área, levantou a cabeça e tocou para o meio. Madueke dominou já fazendo o trabalho de pivô e escorou. De primeira, Gallagher encheu o pé e acertou lindo chute, no ângulo. Golaço… Apesar do baque com o tento sofrido, os donos da casa responderam de maneira imediata. Em petardo de Watkins, Petrovic foi obrigado a fazer boa defesa.

Com 20′ no relógio, novo ataque letal dos Blues. Madueke enxergou bem a passagem de Malo Gusto na direita e serviu o lateral francês, que cruzou na cabeça de Jackson. Bem posicionado entre os defensores, o senegalês testou consciente e aumentou a contagem. Cirúrgico, o time de Pochettino castigava o Villa, que abusava dos erros técnicos e não esboçava reação. Aos 33′, quase o terceiro… Madueke (sempre ele) partiu do campo de defesa, arrastou marcadores e, em excelente jogada individual, serviu Palmer. O camisa 20 clareou o lance e soltou a bomba. Dibu Martínez espalmou e impediu o gol. E o 1º ficou por isso mesmo. Chelsea confortável e Villa em apuros.

Golaço de falta de Enzo Fernández sela a merecida vitória do Chelsea

Veio o 2º tempo e a dominância do Chelsea se manteve. Aos nove minutos, Enzo Fernández protagonizou uma verdadeira pintura no Villa Park e ampliou a vantagem dos Blues. Em cobrança de falta perfeita, o meio-campista argentino tirou totalmente do raio de alcance do compatriota Dibu Martínez, colocou a bola no ângulo e correu para o abraço. Um 3 a 0 incontestável e absolutamente merecido. De um lado, intensidade, concentração no nível máximo e comprometimento tático. Do outro, sonolência, apatia e muitos erros técnicos.

Nas cordas, o Aston Villa não tinha outra alternativa a não ser partir com tudo para o ataque. Entretanto, a desorganização era tanta, que os comandados de Unai Emery não conseguiam sequer assustar os Blues e ameaçar o gol defendido por Petrovic. Somente nos acréscimos, uma boa jogada dos donos da casa, que acabou resultando no gol de honra. Ramsey descolou passe na medida para Diaby na entrada da área, e o francês pegou de primeira. A bola caprichosamente beijou a trave e entrou: 3 a 1.

Estatísticas de Aston Villa 1 x 3 Chelsea – Copa da Inglaterra 2023/24

  • Posse de bola: 49% x 51%
  • Faltas: 13 x 15
  • Finalizações: 15 x 15
  • Finalizações no gol: 5 x 8
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme CalvanoRedator

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo