Inglaterra

Chelsea leva um dos melhores zagueiros do mundo ao contratar Koulibaly

Após perder Rüdiger e Christensen, Chelsea precisava de reforços e Koulibaly é um dos melhores do mundo na posição

O Chelsea perdeu um dos melhores zagueiros da temporada ao ver Antonio Rüdiger sair ao final do seu contrato, em junho, mas conseguiu uma reposição à altura, se não melhor. Kalidou Koulibaly, de 31 anos, chega do Napoli como um dos melhores zagueiros do mundo nos últimos anos, com atuações de alto nível há bastante tempo. O Chelsea pagou £ 33 milhões para levar o jogador, que estava em seu último ano de contrato no Napoli.

É a segunda contratação do Chelsea na temporada, após fechar também a chegada de Raheem Sterling, que veio do Manchester City. A contratação de um zagueiro era absolutamente necessária após a saída não só de Rüdiger para o Real Madrid, mas também de Andreas Christensen para o Barcelona. O clube só tinha Thiago Silva, Malanga Sarr e Trevoh Chalobah como opções para o setor.

A contratação de Koulibaly estava especulada há algum tempo e o Chelsea venceu a concorrência com a Juventus. “Estou muito feliz de estar com este time no Chelsea. É um grande time no mundo e meu sonho sempre foi jogar na Premier League. O Chelsea veio primeiro em 2016, mas não foi possível”, disse Koulibaly em sua primeira entrevista ao site do Chelsea.

“Agora quando eles vieram, eu aceitei porque eles realmente queriam que eu viesse para a Premier League jogar por eles. Quando falei com meus bons amigos Edou (Edouard Mendy, goleiro do Chelsea) e Jorginho (com quem ele jogou no Napoli), eles tonaram a minha decisão mais fácil, então estou muito feliz de estar aqui com vocês hoje”, comentou o jogador.

“Quero agradecer a todos os torcedores, vi muitos deles em Londres e no avião todo mundo estava feliz de me ver aqui. Então quero agradecer a eles e espero que a temporada seja realmente boa e iremos dar alguns bons momentos aos torcedores”, continuou o zagueiro.

“Kalidou Koulibaly é um dos defensores de elite do mundo e estamos muito satisfeitos em recebê-lo no Chelsea. Um grande líder e um jogador de equipe exemplar, Kalidou traz uma riqueza de experiência e atributos que beneficiarão nosso elenco e o clube como um todo”, afirmou Todd Boehly, que se tornou o dono do clube e tem atuado como diretor esportivo interino.

Surpreende que Koulibaly tenha demorado tanto para deixar o Napoli. Há muitos anos o jogador está entre os melhores do mundo na sua posição e o desejo de diversos clubes de contratá-lo sempre esbarrou no jogo duro do Napoli para negociar o jogador. Ainda assim, com tantas contratações de impacto em outros lugares, era de se imaginar que ele saísse antes. O Chelsea leva um jogador que tem pouquíssimo risco de não dar certo. Seguro, técnico, forte e bom pelo alto, ele chega para tomar conta da posição.

Uma carreira de destaque e lenda em Nápoles

Nascido em Saint-Dié-des-Vosges, no nordeste da França, filho de pais senegaleses. Começou a carreira no time da cidade, o SR Saint-Dié, depois foi para o Metz e de lá para o Genk, da Bélgica. Foi lá que chamou a atenção do Napoli, que pagou € 7,75 milhões para levá-lo ao sul da Itália, em 2014.

A história é um sucesso. Koulibaly se tornou não só titular, mas destaque do time e muitas vezes capitão quando Lorenzo Insigne não estava em campo. Pelo Napoli, Koulibaly se tornou uma parte tão importante do clube que virou cidadão honorário da cidade em 2019. Conquistou a Copa da Itália pelo clube em 2019/20, a Supercopa da Itália em 2014/15 e foi parte vital de campanhas que levaram os Partenopei a brigarem pelo título da Serie A.

Sua carreira internacional começou pela França, no time sub-20. Esteve na seleção francesa que foi ao Mundial sub-20 de 2011, na Colômbia – no qual o Brasil acabou campeão. O zagueiro atuou em todos os jogos do time, que foi até as semifinais e acabou em quarto lugar. Jogou naquele time ao lado de nomes como Antoine Griezmann, Alexandre Lacazette e Gael Kukuta.

Koulibaly resolveu defender Senegal em nível internacional em 2015, já aos 24 anos. Sem nunca ter tido chance na seleção francesa até então, ele decidiu jogar pelo país dos pais. Estreou em um jogo contra a Namíbia, em 5 de setembro de 2015, válido pelas Eliminatórias da Copa Africana de Nações.

Desde então, foram 69 jogos pelos Leões de Teranga, incluindo três deles na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. O zagueiro foi o capitão do time na inédita conquista da Copa Africana de Nações neste ano de 2022. É uma referência do time que estará novamente na Copa do Mundo de 2022, no fim do ano, no Catar.

Koulibaly é uma voz importante contra o racismo e tem atuado de forma importante e pediu às autoridades italianas que começassem a banir os torcedores que cometessem atos de racismo nos estádios. Ele já tinha criticado as autoridades do país por fazerem pouco ou nada contra o racismo, com diversos episódios acontecendo na Serie A.

O zagueiro também se envolve em causas sociais. Ele é colaborador de entidades assistenciais que ajudam crianças necessitadas. Mais do que isso: ele coordenou a chegada de um navio de utensílio sanitários e de necessidades essenciais rumo a Senegal que saiu do porto de Nápoles.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo