Holanda

Depois de temporada enfrentando lesões, Robben se aposenta pela segunda vez, aos 37 anos

Temporada de volta ao Groningen foi marcada por lesões e Robben se aposenta do futebol pela segunda vez, agora em definitivo

Há pouco mais de um ano, em junho de 2020, Arjen Robben decidiu sair da aposentadoria e voltou a jogar profissionalmente pelo Groningen, o clube que o formou. Era uma histórica clássica, o retorno para casa. O que começou como um sonho, terminou como frustração. O jogador sofreu lesões, jogou pouco e anunciou, nesta quinta-feira, que pendurou de vez as chuteiras, aos 37 anos.

Robben tinha se aposentado pela primeira vez em 2019, quando deixou o Bayern de Munique. Na época, ele já tinha a preocupação com o físico, de não conseguir se manter no alto nível, e por isso decidiu se aposentar. A volta, um ano depois, era uma esperança que ele ainda poderia brilhar no time da adolescência.

O início foi promissor. Ainda em setembro, Robben marcou um gol bem ao seu estilo, em um amistoso contra o Arminia Bielefeld, ainda como parte da pré-temporada. Dias depois, porém, na estreia do Campeonato Holandês, o jogador viveu um momento muito difícil. Sua reestreia na Eredivisie durou apenas meia hora e ele sofreu uma lesão. Foi uma lesão na virilha, que o tirou dos gramados por três partidas.

Quando voltou, veio do banco e jogou apenas por 14 minutos. Sentiu nova lesão. Entre lesões na virilha e na panturrilha, foram 23 jogos de ausência. Ele só voltaria ao time em abril, mas apenas por 12 minutos. Ele voltaria a ser titular em maio, quando foi eleito o melhor em campo e se emocionou.

No total, Robben entrou em campo apenas sete vezes, com duas assistências. Dos sete jogos, foi titular em três apenas. Nas outras quatro, veio do banco de reservas. Foram 263 minutos em campo e só em uma delas o neerlandês jogou os 90 minutos, sem ser substituído. Ao longo da temporada, o jogador indicou o quanto se incomodava em não conseguir estar saudável para jogar.

“Queridos amigos do futebol, eu decidi parar minha carreira de futebol. Uma escolha muito difícil. Eu quero agradecer a todos pelo apoio comovente”, disse o jogador em seu Twitter. Mais uma vez, Robben se aposenta do futebol profissional e deixa muitas boas lembranças ao que fez em campo.

O bravo guerreiro Nederland teve uma carreira de sucesso. Jogou por Groningnen, PSV, Chelsea, Real Madrid e ficou por 10 anos no Bayern de Munique. Se aposentou em 2019, voltou em 2020 e viveu uma última aventura, mas seu corpo não permitiu que ele fizesse mais e fosse o Robben que vimos brilhar na temporada 2012/13 do Bayern, ou na seleção neerlandesa de 2010 e 2014, quando o time brilhou nas duas Copas do Mundo – e venceu o Brasil em ambas, aliás.

Veja alguns dos grandes momentos de Robben na carreira:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo