Games

Modo clássico garantido: Master League será uma atualização paga no eFootball

Um dos modos de jogo mais icônicos da série PES/Winning Eleven está mantido pela Konami, mas não será gratuito como o jogo base

O mês de agosto é uma espécie de férias e pré-temporada para os games de futebol. Enquanto os pro players descansam após o final do ciclo competitivo, os amadores aguardam ansiosos as novidades dos lançamentos dos simuladores de futebol. Sabendo disso, as produtoras destes games vão entregando pílulas de seus produtos gradualmente, para gerar engajamento e também medir a temperatura do público enquanto afinam os detalhes do lançamento. Nesta segunda, através da sua conta oficial no Twitter, a Konami publicou um fio de perguntas e respostas, que confirmou novas informações sobre sua plataforma de futebol, o eFootball.

LEIA MAIS:
25 anos de PES: Em 1995, a Konami revolucionou os games de futebol com International Superstar Soccer
O fenômeno Winning Eleven: como a Konami conseguiu rivalizar com a EA
11 games que deveriam ser de futebol, mas extrapolavam na imaginação

Dentro do cronograma inicial divulgado anteriormente, uma ausência foi sentida: nenhuma informação sobre a Master League. Pela primeira vez, a produtora japonesa falou sobre o modo e confirmou que “ela estará disponível como conteúdo premium para download no futuro”. Ou seja, será um conteúdo baixável pago. Não há programação de quando este modo será disponibilizado e nem quanto custará. O tweet apenas pede aos fãs que aguardem pelos próximos anúncios. Considerando o cronograma muito voltado para o online e o jogo entre plataformas, parece pouco provável a liberação da Master League antes do verão [do hemisfério norte, que vai até agosto], quando será encerrada a terceira fase da integração entre mobile, consoles e PC.

Outra dúvida que foi resolvida e era uma inquietação dos jogadores era a possibilidade de continuar usando os modos de edição, conhecidos como option file. A Konami garantiu: será uma atualização gratuita para PS5, PS4 e PC. É algo importante porque é um diferencial em relação ao FIFA da EA Sports, que não permite esse tipo de edição e atualização do jogo manualmente, como é feita há tantos anos por diversos usuários da comunidade, já desde os tempos de Playstation 1.

Após as primeiras imagens da gameplay serem divulgadas, o público demonstrou certa preocupação com o aspecto estético do eFootball. Isso porque os gráficos estariam abaixo do esperado e, como o jogo será disponibilizado também para mobile, não utilizariam toda a potência dos consoles de nova geração. “O eFootball é apenas um jogo de mobile adaptado para consoles?”. Essa questão foi tratada com certa acidez pela Konami. Primeiro porque foi a própria produtora que escreveu essa pergunta com o tom debochado em seu Twitter. No mais, a resposta garante que “foi desenvolvido primeiro para consoles, mas será uma plataforma para todos. O jogo aproveitará ao máximo os recursos de hardware de cada dispositivo compatível”.

Em outra resposta sobre o mesmo assunto, é reafirmado que não haverá downgrade nos gráficos quando consoles jogarem com mobiles. Fica difícil compreender como os celulares e tablets poderão acompanhar a qualidade gráfica e a jogabilidade dos consoles, tudo isso, enquanto enviam informações ao servidor e garantem uma conexão estável para o jogo rodar liso. Se conseguir fazer funcionar, a Konami merece muitos créditos.

Foram confirmadas também mais informações sobre a primeira etapa do cronograma de lançamento do eFootball. Segundo a Konami, o jogo será disponibilizado como uma espécie de demo, com um número limitado de times (nove no total) e modos de jogo. Além disso, não haverá micro-transações nesta primeira fase, ou seja, o jogo será totalmente gratuito e nenhum conteúdo pago será disponibilizado.

Os conteúdos adicionais serão disponibilizados apenas a partir da segunda fase, entretanto não foi especificado se haverá também conteúdo adicional gratuito ou apenas pago. Nas informações previamente divulgadas, na segunda fase entram as partidas de liga online, o modo de construção de time (uma atualização do atual MyClub), e o sistema de passe de jogo. É bem provável que os dois últimos itens sejam pagos.

Além dos assuntos anteriores, o fio de tweets também confirma que o simulador de futebol terá suporte para jogo local contra a CPU deste o primeiro momento. Isso visa atender uma boa parcela do público que não liga para jogar on-line. O lado negativo é que serão apenas 9 times no primeiro momento (Manchester United, Arsenal, Barcelona, Bayern de Munique, Juventus, River Plate, Corinthians, Flamengo e São Paulo). Por fim, a Konami sinaliza que está planejando adicionar o Edit Mode, o modo de edição, como uma atualização gratuita, mas que ainda vai trazer mais informações sobre isto em breve.

O cronograma do eFootbal, divulgado pela Konami (divulgação)

Vale ressaltar que ainda não foi divulgada uma data de lançamento da demo do eFootball e nem das mudanças de etapas na implementação. Até o momento, a Konami trata de forma genérica como “Início do Outono”, “Outono” e “Inverno”, mas isso pensando em calendário europeu. Pensando na adaptação brasileira, o jogo deve ser confirmado para última semana de setembro ou primeira de outubro.

Seu principal concorrente, o FIFA 22, está marcado para o dia 1 de outubro. No ano passado, a última edição do PES foi lançada no dia 15 de setembro. O lançamento do novo simulador de futebol é muito aguardado porque será free-to-play pela primeira vez, seguindo a tendência dos mais badalados jogos da atualidade, como Fornite e Free Fire. No momento, a expectativa é entender quanto custará cada modo dentro do game e se alguns times e ligas serão também conteúdo pago.

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo