Games

Adeus Winning Eleven e PES: o futebol da Konami agora é eFootball e aposta no modelo de negócio de Fortnite

A produtora japonesa anuncia novo nome do seu simulador de futebol que será free-to-play, um modelo de negócio que faz sucesso em outras franquias

A revolução nos jogos de futebol pode ter começado. A Konami anunciou ontem, dia 21, que deixa para trás o PES (Pro Evolution Soccer) e lançará uma nova plataforma de futebol chamada eFootball. Isso também significa que o nome Winning Eleven, que ainda era usado no Japão, será abandonado. Todos agora são eFootball. Além da mudança de nome, o título será gratuito, não terá mídia física, trará interação entre plataformas e foi inteiramente reformulado. O novo formato segue a tendência dos principais jogos da atualidade que são F2P, como Fortnite e League of Legends, em que o jogador não paga pelo jogo, pode comprar conteúdo adicional e não precisa comprar uma versão da franquia por ano.

LEIA MAIS: 25 anos de PES: Em 1995, a Konami revolucionou os games de futebol com International Superstar Soccer

“Começando com as bases sólidas do Unreal Engine, que nos permitiu uma reformulação gigantesca da expressão do jogador, fizemos várias modificações para criar virtualmente um novo mecanismo de jogo de futebol que capacitará o eFootball™ por muitos anos”, disse Seitaro Kimura, produtor da série eFootball da Konami Digital Entertainment. “Com a capacidade adicional dos consoles da nova geração e a estreita colaboração dos jogadores de elite, o eFootball™ oferece a jogabilidade mais tensa e realista até hoje. “Compartilharemos mais detalhes sobre a jogabilidade no próximo mês, então fique ligado.”

Trazendo Lionel Messi como o rosto da franquia, o eFootball promete uma animação totalmente revisada. Através da nova tecnologia chamada “Motion Matching”, a produtora japonesa deu atenção especial aos confrontos 1×1 em campo e garante quatro vezes mais animações do que nas versões anteriores. Em seu trailer de divulgação, Andrés Iniesta e Gerard Piqué detalham o processo em que foram conselheiros e embaixadores. O jogador do Vissel Kobe foi o responsável por aconselhar a parte ofensiva dos confrontos individuais, enquanto Piqué garantiu a fidelidade da parte defensiva.

Apesar de não aparecer em pessoa no trailer oficial, Neymar também foi escolhido pela Konami como um dos embaixadores do jogo. O brasileiro confirmou a informação em suas mídias sociais e deve ter uma versão especial de seu jogador disponibilizada na plataforma como comemoração. O jogador do Paris Saint-Germain deve ser peça chave na divulgação da plataforma na América do Sul e, em especial, no Brasil.

A franquia se destaca por ser a única com os times brasileiros inteiramente licenciados e também conta com agremiações exclusivas, como Flamengo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Vasco, Santos, Internacional e Atlético Mineiro, todos presentes no PES 2021. Além desses, a Konami ainda tem a licença de outros clubes da Série A e da Série B, mas sem a licença completa, que inclui os jogadores.

A Konami ainda está divulgando informações sobre o jogo, mas já liberou um cronograma prévio da implantação da nova plataforma. O eFootball será lançado durante o outono europeu, sem data definida, com o novo sistema, nove times disponíveis para partidas locais (Barcelona, Bayern de Munique, Juventus, Manchester United, Arsenal, Corinthians, Flamengo, São Paulo e River Plate) e jogos on-line entre gerações do mesmo console, PS4 com PS5 e Xbox Series com Xbox One.

Em um segundo momento, serão liberados os novos modos de jogo de ligas on-line e construção de time, provavelmente o sucessor do MyTeam. Nesta fase, começam os jogos on-line entre plataformas e consoles e também o sistema “Match Pass System”, similar ao passe de batalha dos jogos F2P em que você paga um valor opcional e recebe premiações de acordo com o rendimento no game. Por fim, no inverno europeu, começará o suporte à mobile, inclusive com o uso de controle e partidas on-line com outras plataformas, e o início dos torneios de eSports.

Todas as novidades do eFootball: a palavra-chave é integração (Konami)

A versão do novo simulador de futebol da Konami pode ser um marco histórico dos games do segmento. Enquanto sua principal concorrente, a EA Sports, lança o FIFA 22 com valores entre R$ 249,00 e R$ 499,00, o eFootball se adequa ao formato F2P que domina o mercado de games no momento. Além disso, o eFootball não é uma versão anual da franquia e receberá conteúdo adicional de atualizações indefinidamente.

Sendo gratuito, os jogadores que estão cansados de comprar novas versões dos jogos certamente darão uma chance à nova plataforma, afinal não têm nada a perder. A grande questão é se o eFootball também conseguirá roubar parte do público assíduo da sua concorrente e tornar-se, assim como os free-to-play de outros nichos, um fenômeno de audiência.

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time do Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo