Games

FIFA 22: O modo Pro Clubs terá finalmente atenção em seu desenvolvimento?

Modo de jogo que tem fãs muitos fiéis não é bem cuidado há tempos pela EA

Seguindo a estratégia de divulgar notas longas explicando as novidades do seu próximo simulador de futebol, a EA Sports falou agora sobre o Pro Clubs. O modo de jogo mais próximo do futebol real, que possibilita que 11 players joguem ao mesmo tempo, cada um controlando um jogador em campo, tem fãs muito fiéis, mas não recebe a devida atenção da produtora. Nas últimas versões, poucas novidades significativas foram adicionais ao modo de jogo e, as que foram, como as táticas personalizadas, eram apenas atualizações atrasadas que já estavam em outros modos.

Apesar de não ter uma competição oficial organizada pela EA Sports em seu modo competitivo, o Pro Clubs não para de crescer e conquistar adeptos. Principalmente, porque aproxima do game o fanático do futebol real. Ao representar um jogador, o gamer é responsável por cumprir seu papel tático, tanto na defesa como no ataque, e entender a dinâmica do jogo coletivo, inclusive conversando com os outros integrantes do time durante a partida. Isso faz com que seja muito mais como jogar futebol e muito menos com apenas macetes de video game. Tanto é que a Global Fut Club, principal competição do cenário, acaba de ser vencida pelo Fortaleza E-sports, o projeto de um clube da primeira divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Drop-in

O novo sistema de entrada em partidas casuais vai ajudar aqueles que não contam com um time ainda ou querem tirar uma onda de vez em quando. O drop-in será uma espécie de sala para organizar até 4 pessoas antes de procurar uma partida improvisada. Vai ajudar demais porque nem sempre é fácil reunir as pessoas do time no mesmo horário e a outra solução, que seria entrar em menos pessoas para jogar com o clube, acaba prejudicando o histórico do time e até causando rebaixamentos de divisão.

Drop In

No lobby do drop-in, também será possível selecionar o estilo de jogo desejado, adequando a posição que costuma jogar, e escolher se o time, além dos seus amigos no drop-in, será complementado com outros jogadores desconhecidos ou não. Para os acostumados com jogos Free-to-play, como Call of Duty, Rocket League ou Fall Guys, será um sistema bem parecido de organizar o seu grupo e depois entrar na partida.

Evolução dos jogadores 

Como já noticiamos sobre o modo jogador do novo Modo Carreira, o sistema de crescimento do jogador estará mais claro e pouco gamificado. Muitos gamers tinham dúvidas sobre o sistema de pontos de habilidade e evolução do boneco no Pro Clubs. Agora, ao final de cada partida, o jogador vai visualizar a barra de experiência crescendo, quanto foi ganho naquele jogo e porquê, e o que esta evolução significa, aumentando nível, desbloqueando perks ou liberando mais pontos de habilidades.

Assim como nos anos anteriores, o seu desempenho em campo vai gerar pontos de habilidades a serem distribuídos na Árvore de Habilidades. A grande mudança é que até o FIFA 21, o jogador disputava 100 partidas para alcançar o máximo de habilidades. Na nova versão, você vai atingir o nível 25, somando experiência de acordo com o seu rendimento, para liberar todos os pontos e ter seu overall máximo. Vale destacar que no Pro Clubs, o usuário pode criar até 5 versões para o mesmo avatar. Desta forma, ele pode deixar pronto, por exemplo, goleiro, zagueiro, lateral, meio campo e atacante, para escolher quando o time precisar. Os pontos de habilidades valem para os cinco bonecos, não sendo necessário desenvolver cada um individualmente.

Perks e Arquétipos

Mais uma correspondência entre o modo jogador e o Pro Clubs confirmada. Os perks, que podemos traduzir livremente como “vantagens”, são habilidades que são ativadas durante o jogo e trazem um estímulo ao seu jogador. Eles são liberados a cada level que o jogador sobe e, nos níveis 9 e 19, liberam mais um espaço, totalizando 3 ao final.

Os arquétipos, apesar de não terem uma longa explicação da EA, serão ferramentas para garantir um estilo de jogo adequado ao desejado. Também será possível equipar 3 por avatar, mas diferentemente dos perks, os arquétipos são liberados na árvore de habilidades. Tomando como base o FIFA 21, os arquétipos devem ser bem similares a algumas habilidades como “Firula”, por exemplo, que facilita toques de primeira e tapas diferenciados para o seu avatar. Não aumenta o status, mas se você quiser jogar parecido com Paul Pogba, por exemplo, precisa equipar para ficar parecido.

Mulheres em campo

Continuando o avanço feminino na franquia, será possível utilizar o gênero feminino pela primeira vez no Pro Clubs. A novidade segue a tendência de aumento da representatividade no FIFA 22, que já havia começado com a confirmação da primeira comentarista mulher no jogo. Com isso, as partidas poderão ser disputadas em formato misto, já que não haverá divisão de gênero entre as partidas. Segundo a EA Sports, essa é uma mudança cosmética e não haverá diferença de desempenho entre os gêneros no Pro Clubs.

Apesar de já serem utilizados alguns avatares femininos no game, este é um importante avanço no futebol feminino dentro do FIFA. Apesar de nada confirmado, há muita especulação sobre a possibilidade dos times femininos também serem adicionados na nova versão. Até o momento, apenas as seleções femininas estão presentes no jogo e seria mais um passo importante na trajetória das mulheres dentro da história da franquia.

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo