Futebol feminino

Vale apreciar a arte de Marta, com um golaço de falta no passeio sobre a Argentina em amistoso

O Brasil goleou a Argentina por 4 a 1 no Amigão e Marta protagonizou o grande lance da tarde

A seleção brasileira entrou em campo nesta segunda-feira e goleou a Argentina, em amistoso realizado no Estádio Amigão, em Campina Grande. Com dois gols em cada tempo, o Brasil venceu por 4 a 1, e contou com uma tarde particularmente inspirada de Marta. A camisa 10 anotou um golaço de falta que sublinha sua enorme qualidade técnica, com uma cobrança perfeita, que entrou no ângulo e ainda beijou o travessão antes de passar a linha. Foi o 117° tento da craque pela equipe nacional.

Marta quase marcou uma pintura no início de jogo, mas a goleira Laurina Oliveros realizou uma grande defesa. O primeiro gol sairia na sequência, numa falha da goleira após escanteio, para Kerolin emendar às redes. Já o golaço de Marta aconteceu aos 36, numa falta sofrida por ela mesma quase na meia-lua. A craque preparou a batida de canhota e mandou no canto da goleira. Oliveros tentou se antecipar e o passo em falso para o lado errado foi suficiente para que ficasse pregada no chão diante da obra de arte: o tiro saiu perfeito rumo ao ângulo e dificilmente seria defendido se a argentina estivesse mais atenta. Gol de quem é Rainha.

No segundo tempo, Debinha apareceu nas costas da zaga para marcar o terceiro gol de cabeça. A Argentina descontou na sequência, graças a um cochilo da zaga brasileira, que Mariana Larroquette não perdoou. Porém, um minuto depois o troco já veio, com o quarto tento brasileiro. Marta enfiou a bola e a lateral Yasmim disparou pela esquerda, chutando cruzado para anotar. A estreante, que já tinha dado a assistência para o tento anterior, não escondeu a emoção por seu primeiro gol pela equipe nacional.

O Brasil já tinha vencido a Argentina por 3 a 1 na última sexta-feira, no Almeidão. A Seleção voltará a campo na Data Fifa de outubro, seguindo sua preparação à próxima Copa América, marcada para julho de 2022. O torneio servirá também como classificatório ao Mundial de 2023.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo