Eurocopa Feminina

Sarina Wiegman comemora a vitória da Inglaterra: “Não esquecerei esse dia. Incrível”

Técnica da Inglaterra, Sarina Wiegman celebrou a sofrida classificação inglesa para as semifinais da Eurocopa Feminina após a vitória sobre a Espanha

O jogo entre Inglaterra e Espanha pelas quartas de final da Eurocopa Feminina foi o que se esperava: um confronto de alto nível entre duas seleções de peso e decidida em detalhes. As inglesas venceram por 2 a 1, de virada e na prorrogação. A técnica Sarina Wiegman comemorou a vitória, o apoio imenso da torcida e todo o ambiente.

Wiegman estava afastada do elenco por ter testado positivo para Covid-19, o que a deixou longe do time na partida contra a Irlanda do Norte, o último da fase de grupos. “Foi um jogo maluco, especialmente hoje. Eu encontrei com o time tarde, preparada, tentando ficar calma. Não esquecerei esse dia”, contou a treinadora.

“O jogo todo foi um teste. O nível deste jogo foi muito alto. Eu não tinha vivido muitas vezes. Savemos que a Espanha é um time muito bom, especialmente na posse de bola. Nós jogamos muito bem também. “Em termos de teste e revés e como voltamos, nos mantivemos juntas como uma equipe tentando fazer o gol”.

“O plano B também foi usado alguns minutos e então fizemos o gol. Então voltamos ao jogo. Estou muito orgulhosa do time. Incrível. Os torcedores nos apoiando, você podia sentir isso. Isso é a vantagem de jogar em casa”, continuou Wiegman.

A técnica foi perguntada se estava preocupada pelo fato da Inglaterra estar atrás no placar até os 37 minutos do segundo tempo, quando saiu o gol de empate. “Preocupada é uma grande palavra. Estávamos atrás e sabíamos que precisamos fazer algo. Marcamos rapidamente depois disso, então podíamos voltar à nossa formação normal. Incrível. Você está preocupada, caso contrário você não muda a formação. Que bom que funcionou”.

Wiegman é a atual campeã da Eurocopa Feminina pela Holanda, em 2017. Ela comandou a equipe que teve Lieke Martens como grande destaque. Naquela edição, a Holanda também jogava em casa, como a Inglaterra agora. A treinadora espera repetir o sucesso.

Quem também comemorou muito o resultado foi a autora do gol da vitória, Georgia Stanway. A camisa 10 acertou um belo chute de fora da área que cravou 2 a 1 no placar e classificou a Inglaterra. “Foi irreal”, disse a jogadora depois do jogo, em entrevista à ITV.

“Isso mostra apenas o nível que nós estamos. Tivemos um revés, conseguimos reverter para sair com a vitória. Trabalho feito, foco na semifinal”, afirmou Stanway. Perguntada sobre o chute que saiu o gol, a meio-campista foi sincera. “Não tinha tanta certeza (que entraria), mas definitivamente é um gol para ficar orgulhosa. Lembrarei de hoje. As meninas fizeram uma grande mudança. Vamos aproveitar o momento e depois seguir em frente”.

A Inglaterra enfrentará Suécia ou Bélgica na semifinal, no dia 26 de julho, no Bramall Lane, em Sheffield.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo