Futebol feminino

Brasil poupa o time, mas aplica sua maior goleada na Copa América Feminina e fecha a fase de grupos com 100% de aproveitamento

A Seleção não encontrou resistência contra o Peru e agora enfrentará o Paraguai, valendo vagas na Copa e nas Olimpíadas

A seleção brasileira encerrou sua participação na fase de grupos da Copa América Feminina com 100% de aproveitamento. Não só isso, aplicou sua maior goleada exatamente na partida de despedida da chave. A técnica Pia Sundhage encheu a equipe de reservas e mudou até o sistema tático, usando três zagueiras. Mesmo assim, as brasileiras golearam o Peru por 6 a 0, com gols de seis jogadoras diferentes. O Brasil voltará a campo na próxima terça-feira, quando encara o Paraguai na semifinal. Uma vitória garantirá a equipe na Copa do Mundo de 2023 e também nos Jogos Olímpicos de 2024.

O Brasil abriu o placar com menos de um minuto. No primeiro ataque, Geyse cruzou e Duda arrematou para as redes. O domínio era enorme, até que Duda Sampaio ampliasse aos 16, passando pela marcação e chutando rasteiro. Fê Palermo carimbou o travessão e as brasileiras iam martelando. Geyse anotou o terceiro, aos 40, em passe de Duda Santos. Já o quarto veio antes do intervalo, num pênalti que Duda Santos sofreu (fora da área) e converteu.

A goleada se tornou maior logo de cara no segundo tempo. Aos três minutos, Duda cobrou escanteio e Fê Palermo guardou o seu de cabeça. Logo na sequência, Duda Sampaio sofreu outro pênalti e Adriana, que havia saído do banco, balançou as redes. Foi o quinto gol da atacante na Copa América, artilheira isolada. Depois disso, as brasileiras diminuíram o ritmo e não apresentaram grande empenho para fazer mais. Nem precisava, contra a inócua equipe peruana.

O Brasil termina a fase de grupos da Copa América com a melhor campanha. O desempenho é até protocolar, considerando que algumas vitórias elásticas vieram com atuações abaixo da crítica. O compromisso mais importante acontece na próxima terça, com o duelo semifinal diante do Paraguai valendo as classificações para a Copa do Mundo e para as Olimpíadas. Será a vitória mais importante da campanha. Do outro lado da chave, a disputa será entre Colômbia e Argentina. As argentinas ficaram na segunda posição do grupo do Brasil, ao vencerem a Venezuela por 1 a 0 nesta quinta. O gol foi de Florencia Bonsegundo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo