Ligue 1

O PSG precisou de apenas 45 minutos para destruir e golear o Lyon

Para destruir totalmente o Lyon no clássico, o PSG precisou de apenas 45 minutos e uma atuação inspirada de Kylian Mbappé

O PSG massacrou o Lyon pela Ligue 1 neste domingo (3) por 45 minutos e, com apenas um primeiro tempo completamente fora do normal, ganhou o clássico por 4 a 1 e segue se mostrando um time com desenvolvimento interessante após as saídas de Lionel Messi para o Inter Miami e de Neymar para o Al-Hilal. O time do técnico Luis Enrique aos poucos vai tendo cada vez mais sua cara e tem tudo para sobrar na França e ir bem no difícil grupo no qual caiu na Champions League.

O PSG teve contra o Lyon tudo que precisa para se sair bem no restante da temporada: Kylian Mbappé voltou a ter uma atuação de gala, os jogadores de meio-campo mostraram que podem reter a posse de bola como Luis Enrique bem gosta, os pontas escolhidos participaram bem do jogo e o time pareceu redondo. Bradley Barcola, um dos reforços de última hora vindo do próprio Lyon, já estreou e atuou poucos minutos. Empolga a torcida o fato que o principal dos recém-chegados, Randal Kolo Muani, ainda nem esteve no banco.

PSG construiu goleada a jato contra o Lyon no primeiro tempo

Logo aos dois minutos de jogo, o uruguaio Manuel Ugarte sofreu pênalti que foi convertido por Mbappé, que assim fez seu primeiro gol na goleada. Destaque maior, no entanto, para o posicionamento de Ugarte, que muito ligado no jogo todo, foi capital para a vitória parisiense. Recém-chegado do Sporting, ele já é titular absoluto do PSG e mostra, além de segurança defensiva, um senso tático que vai fazendo a diferença nesse começo de era Luis Enrique.

Fazer um gol tão cedo fez com o PSG tivesse bastante facilidade para manter a posse de bola diante de um inoperante e assustado Lyon. Tanto que não demorou muito para que a vitória simples se transformasse em goleada. Primeiro, aos 20 minutos, Achraf Hakimi abusou de sua velocidade para entrar na área e bater firme, 2 a 0 para a equipe de Paris.

O Lyon seguiu sem reação e não demorou mais a tomar o terceiro, novamente em ótima participação de Ugarte. Ele achou Marco Asensio sozinho e o espanhol não teve trabalho para definir o 3 a 0. Falando em ótima participação, o próprio Asensio fez lindo passe para Mbappé fazer seu segundo gol, quatro do PSG, ainda no primeiro tempo. A sensação é que vinha um atropelo.

PSG reduz a marcha, Lyon desconta, mas não consegue mais nada

Com os quatro gols de vantagem sobre o Lyon, foi meio evidente que o PSG se desligasse mais no segundo tempo e isso acabou mesmo acontecendo. Com a vitória garantida, o time manteve a posse de bola mas foi muito menos incisivo, tanto que acabou até tomando um gol, também em penalidade máxima.

Quem sofreu foi o lateral argentino Nicolas Tagliafico, para o volante Correntin Tolisso bater e diminuir a goleada, não vexame de um Lyon que parece que vai ter que se esforçar muito e já começa a temporada bem mal, afundado na parte de baixo da tabela. O time não venceu nenhum dos quatro jogos, perdendo três, e é o atual lanterna da Ligue 1, já com sinal de alerta ligado.

Já o PSG, que começou a competição patinando com dois empates chega à sua segunda vitória seguida, aos oito pontos e à vice-liderança, ficando atrás apenas do Monaco, que já soma dez pontos nos primeiros quatro jogos. Mais que isso, deixa um futuro um pouco mais esperançoso com um time que perdeu grandes estrelas, mas aos poucos vai ganhando muito em coletividade.

Foto de Leonardo Sacco

Leonardo Sacco

Formado em Jornalismo pela Cásper Líbero, fez categorias de base na TV Gazeta, Olheiros e Impedimento. Se profissionalizou no Yahoo e desde junho de 2023 é coordenador de conteúdos editoriais da Trivela.
Botão Voltar ao topo