Ligue 1

O Lens continua contratando bem e leva Andy Diouf, revelação do Basel na Conference

Andy Diouf esteve entre as grandes revelações da última Conference League e, aos 20 anos, vira a compra mais cara da história do Lens

A excelente temporada do Lens na Ligue 1 correspondeu às inteligentes movimentações do clube no mercado de transferências. Os aurirrubros foram muito bem na contratação de talentos como Brice Samba, Salis Abdul Samed e Loïs Openda. Os reforços potencializaram outros ótimos nomes à disposição, como Seko Fofana, e o que se viu foi uma equipe fortíssima rumo ao vice-campeonato. A participação na Champions League exige novas peças ao Lens. E o clube já voltou a fazer negócios interessantes, especialmente ao anunciar a compra de Andy Diouf, destaque do Basel na última temporada.

Diouf pinta como uma aposta relativamente cara do Lens. O volante de 20 anos custou €15 milhões aos aurirrubros e se tornou a contratação mais cara da história do clube, superando os valores pagos por Openda. Contudo, o garoto tem chances de se valorizar. Faz parte das seleções de base da França e pode ganhar mais reconhecimento em seu próprio país. Cabe ressaltar que, apesar do sobrenome e das origens senegalesas, Andy Diouf não tem parentesco com El Hadji Diouf – que foi ídolo do próprio Lens no início da carreira.

Ascensão meteórica no Basel respalda Diouf

Nascido nos arredores de Paris, Andy Diouf passou pela base do Paris Saint-Germain, mas deixou o clube na adolescência. Sua progressão aconteceu mesmo no Rennes. Foi com os rubro-negros que o jovem passou a acumular convocações nas seleções francesas de base, mas teve pouco espaço no elenco profissional. Disputou apenas sete partidas pelo Rennes, antes de ser cedido por empréstimo ao Basel na temporada passada. Foi por lá que conseguiu sua afirmação.

Ao longo da última temporada, Diouf disputou 57 partidas. O meio-campista chamou atenção sobretudo na caminhada do Basel às semifinais da Conference League. Foram 14 partidas do garoto no torneio continental, com três gols e duas assistências. Titular absoluto dos suíços, deu estabilidade ao meio-campo e ofereceu boa pegada, além de se projetar ao ataque. Não à toa, deixou sua marca na vitória da ida nas semifinais contra a Fiorentina. Se não disputou a decisão, Diouf justificou que o Basel acionasse a cláusula de compra por €5,5 milhões. A venda para o Lens gera um lucro quase três vezes maior aos Rot-Blau.

Outras boas compras do Lens, mas possíveis grandes perdas

O Lens já gastou €26,8 milhões na atual janela de transferências. Angelo Fulgini estava no elenco durante a última temporada e sua compra em definitivo custou €7,2 milhões junto ao Mainz 05. O clube também tirou o ponta Morgan Guilavogui do Paris FC e o meio-campista Neil Aynaoui do Nancy, ambos destaques na segunda divisão francesa. Já o volante Stijn Spierings chegou de graça, após ser importante no Toulouse que conquistou a Copa da França.

Em compensação, o Lens corre o risco de perder jogadores fundamentais na campanha do vice-campeonato da Ligue 1. Loïs Openda atraiu interesse de outros clubes poderosos da Europa e tem rumores fortes sobre a sua transferência para o RB Leipzig. Já Seko Fofana, que chegou a ser especulado pelo PSG meses atrás, é um dos alvos em potencial do Al-Nassr, da Arábia Saudita.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo