Ligue 1

Sensação no início da Ligue 1, o Lens goleou e ainda renovou com seu capitão no meio do gramado

Seko Fofana chegou a ser especulado pelo PSG nas semanas recentes, mas renovou com festa após os 5 a 2 sobre o Lorient

A Ligue 1 encerra sua quinta rodada com três clubes igualados na liderança. O Paris Saint-Germain leva a melhor no saldo e o Olympique de Marseille aparece em terceiro. Entre os dois, a grata surpresa neste início de campanha é o Lens. O Sang et Or já dava sinais de crescimento, brigando por vaga nas copas europeias durante as duas últimas temporadas, logo depois do acesso. Também prometia mais qualidade com um bom mercado de transferências. De qualquer maneira, o desempenho vem acima das expectativas nessa arrancada. A quarta vitória dos invictos aconteceu diante do Lorient, com o triunfo por 5 a 2 no Estádio Bollaert-Delelis. Depois da goleada, uma cena inusitada aconteceu no gramado, com ótima notícia para a torcida: uma mesa foi colocada no círculo central e ali mesmo o capitão Seko Fofana renovou seu contrato, após ser cortejado pelo PSG.

O Lens parecia encaminhar outra vitória quando abriu dois gols de vantagem, gols de Florian Sotoca e Wesley Saïd – este, entortando dois marcadores. No entanto, o Lorient descontou antes do intervalo com Terem Moffi (de letra) e o próprio Moffi empatou aos cinco da segunda etapa. Nada que fizesse temer o Sang et Or. O terceiro gol não demorou, com Salis Abdul Samed finalizando a envolvente troca de passes. E depois virou goleada, com mais um de Sotoca ao bater cheio de estilo e Loïs Openda puxando contra-ataque para fechar a contagem no final. Daqueles resultados para fazer o estádio tremer, ainda mais com uma torcida conhecida como das mais vibrantes da França.

Já a cena que fica para a memória aconteceu depois do apito final. O Lens colocou uma mesa no meio do campo e por lá mesmo ofereceu a assinatura de um novo contrato para Seko Fofana, até 2025. O capitão foi um dos melhores jogadores da última Ligue 1 e, durante as semanas recentes, chegou a ser especulado pelo PSG. A renovação é um sinal de força do Sang et Or. Não à toa, o ato seria festejado com fogos de artifício e muita gritaria dos torcedores que permaneceram nas arquibancadas. Até o momento, o meio-campista acumula dois gols e duas assistências no campeonato.

Os 13 pontos conquistados pelo Lens foram parcialmente somados diante de equipes que lutam contra o rebaixamento, incluindo uma vitória sobre o Brest e um empate com o Ajaccio. Mesmo assim, o time conseguiu golear o Monaco fora de casa e também se impôs diante do Rennes no Bollaert-Delelis. São resultados respeitáveis do clube campeão nacional de 1997/98. Sétimo colocado nas duas últimas edições da Ligue 1, o Lens apresenta credenciais para tentar retornar às copas europeias pela primeira vez desde 2007/08 – em tempos nos quais batia cartão entre os primeiros colocados.

Apesar da venda de destaques como Cheick Doucouré e Jonathan Clauss, o Lens contratou bem na atual janela de transferências. Nomes como o goleiro Brice Samba, o volante Salis Abdul Samed e o atacante Loïs Openda se tornam frequentes entre os titulares. Enquanto isso, Franck Haise realiza um dos melhores trabalhos da França. No Lens desde 2017, primeiro no segundo quadro, o técnico foi o responsável pelo acesso depois de cinco participações consecutivas do time na segundona e também pelos últimos desempenhos na primeira divisão. Merece um feito maior. Se preservar o fôlego soa como missão impossível na comparação com o elenco do PSG, segurar uma vaguinha na Conference ou na Liga Europa já seria bastante valioso ao Sang et Or.

Standings provided by
Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo