Ligue 1

Campeão francês pelo Lille, Galtier terá o desafio de cumprir o ambicioso projeto do Nice

Depois de conquistar o título da Ligue 1, Galtier se diz empolgado para trabalhar no Nice, um projeto ambicioso impulsionado pela empresa britânica INEOS

O técnico que foi responsável por quebrar a hegemonia do PSG na França, Christophe Galtier, escolheu o projeto do Nice para ser o seu próximo desafio. Ele terá a missão de dirigir o projeto construído pela empresa britânica INEOS, dona do clube, e que quer levar o clube da Côte d’Azur a brigar por competições europeias. Mais do que isso: o projeto é ambicioso para levar o clube a ficar constantemente entre os primeiros colocados. Com Galtier, os dirigentes acreditam que estão mais perto disso.

Galtier tem 54 anos e uma carreira em que ele costuma ficar um bom tempo nos clubes. Seu primeiro trabalho como treinador principal foi no Saint-Étienne, de 2009 a 2017. Só então, em dezembro de 2017, que assumiu o Lille. Melhorou o desempenho da equipe e guiou para o título francês na temporada 2020/21. Vencer o PSG na disputa pelo título teve um gosto especial, como o próprio Galtier ressaltou.

O Lille de Galtier mostrou arrojo, conseguiu manter um rendimento constante e soube render bem nos momentos cruciais da temporada, especialmente em confrontos diretos. O seu time teve uma defesa muito sólida, que foi fundamental para conquistar o título. Foi uma conquista magnífica, que repetiu o feito de 10 anos antes, quando o time de Eden Hazard levantou a taça da Ligue 1. Não por acaso chamou a atenção de outros clubes e o Nice se tornou o seu próximo destino.

Na temporada que terminou, o Nice ficou aquém do que esperava. Foi apenas o nono colocado, depois de começar mal e demitir o técnico Patrick Vieira. Ele deixou o clube em dezembro de 2020, em meio a uma sequência de resultados negativos, combinado com a mudança de comando na direção. O time estava em 11º, longe das ambições do clube de chegar a uma vaga na Liga Europa. O clube terminou a temporada com o interino Adrian Ursea. Não fez um trabalho espetacular, mas foi capaz de guiar o time ao meio da tabela.

A temporada foi frustrante para os novos donos. Em 2019/20, o time tinha ficado em quinto e conseguido a classificação para a Liga Europa, mas a campanha ruim também no torneio continental ajudou a demitir Vieira. Galtier é uma escolha que faz sentido em um projeto ambicioso como o do Nice, dirigido pela INEOS.

Talvez você já tenha ouvido falar no nome: a INEOS é patrocinadora da equipe Mercedes da Fórmula 1. O nome aparece no carro que dominou o grid nos últimos sete anos. A empresa é tão importante para a montadora que entrou no negócio para ajudar a renovar o contrato do campeão Lewis Hamilton para 2021, como conta o Grande Prêmio.

A INEOS é uma empresa britânica, que tem como proprietário o terceiro homem mais rico do Reino Unido, Jim Ratcliffe. Ele é quem está à frente do projeto de futebol do Nice, depois de comprar o clube em 2019. Embora dinheiro não falte, a ideia não é jorrar grana para fazer com que o Nice seja competitivo. A ideia é um crescimento sustentável e, para isso, precisa que o clube esteja constantemente nas competições europeias. E isso ficou claro também no anúncio de Galtier.

“Estou absolutamente satisfeito de podermos ter escolhido Christophe Galtier como técnico do Nice. Ele é um vencedor comprovado conquistando a Ligue 1 no último jogo da temporada com o Lille. Isso exige muita determinação e vemos isso como uma qualidade definidora na Ineos. Christophe é reconhecido como um treinador que desenvolve talentos e isso é fundamental para o nosso projeto futebolístico. Esta nomeação é vista como um passo significativo no nosso projeto e no nosso desejo de jogar futebol europeu de forma consistente e competir com sucesso”, disse Jim Ratcliffe, presidente do Ineos.

“Estou absolutamente empolgado em dirigir Le Gym e me juntar ao projeto de futebol da INEOS. Eu conheci Jim e está muito claro o quanto ele quer competir, nada menos, e é assim que eu penso também”, afirmou Galtier. “Onde quer que a INEOS vá, eles vencem. Eles são o carro mais rápido na Fórmula 1 [são patrocinadores da Mercedes]. Eles são os barcos e motos mais rápidos do mundo”.

“Christophe Galtier é indubitavelmente um dos maiores técnicos do momento e o fato de ele ter escolhido Nice show a seriedade e solidez do projeto que a INEOS está construindo para Le Gym”, disse Christian Estrosi, prefeito de Nice.

Galtier terá um desafio importante. Projetos ambiciosos oferecem boas oportunidades, mas será preciso fazer um bom mercado e ter um time absolutamente consistente. Disputar na liga francesa tem sido um desafio e, com o PSG sempre o grande favorito ao título, ainda tem Monaco, Lyon e Olympique de Marseille como grandes times em busca de vagas europeias. Galtier precisará de um trabalho tão bom quanto foi no Lille para ter outra temporada que termine com um sorriso no rosto dele, dos torcedores e do dono do Nice.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo