Europa

Xavi: “Kroos parece muito comigo. Ele é como meu sucessor em campo”

É injusto pensar na melhor geração da Espanha, a que venceu duas vezes a Eurocopa e deu a taça da Copa do Mundo ao país pela primeira vez, sem associar Xavi Hernández ao sucesso da seleção. O meia fez história em La Loja e com a camisa do Barcelona, onde foi revelado e onde também conquistou de tudo. É um dos maiores e melhores jogadores que La Masia já produziu, e um dos mais notáveis e que melhor servem de referência quando pensamos em sua posição. Como ele, hoje, há apenas um: Toni Kroos. Pelo menos é isso que acha o próprio espanhol, que disse, em entrevista ao jornal Bild, que vê o jogador do Real Madrid como seu sucessor em campo.

LEIA TAMBÉM: Xavi: “Em forma, não há meia na Europa melhor que Coutinho”

“Kroos é como um motor no jogo do Real. O jeito que ele joga lembra muito o meu. Ele é como se fosse meu sucessor em campo, na nossa posição”, opinou Xavi, que atualmente joga no Al-Sadd, do Catar. Ele falava sobre a decisão entre os merengues e a Juventus pelo título da Champions League, no próximo dia 3. Xavi também elogiou Khedira e disse que por seu coração ser blaugrana, não poderá torcer para o Real Madrid. “Khedira sempre está a serviço do time da Juve. O espaço dele é em todo o meio-campo. E o melhor de tudo é que ele trabalha em silência, na dele, sem precisar requisitar reconhecimento”, comentou.

Nesta temporada de La Liga, Kroos marcou apenas três gols em 29 jogos que esteve em campo. Porém, somente Neymar, do Barcelona, Pedro León, do Eibar, e Jonathan Viera, do Las Palmas, criaram mais chances do que ele, de acordo com o OptaJose. Nenhum jogador das equipes que foram campeões das cinco principais ligas europeias em 2016/17 tem mais assistências do que o alemão, que soma 12 passes que terminaram em bola na rede. A definição que Xavi usou para descrever Khedira caberia facilmente em Kroos também: é um jogador silencioso, mas fundamental.

Foto de Nathalia Perez

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.
Botão Voltar ao topo