Europa

A homenagem da torcida do Anderlecht a Kompany foi bonita, mas não impediu derrota em sua estreia como jogador-treinador no Belgão

Com o título da Premier League de 2018/19, Vincent Kompany se despediu do Manchester City depois de 11 anos no clube inglês. Decidiu assumir um grande desafio: voltar ao clube que o revelou, o tradicional Anderlecht, e ser jogador-treinador dos alvi-púrpuros. Sua estreia no Campeonato Belga, neste domingo (28), abertura da competição, foi marcada por uma bela homenagem da torcida, mas terminou em derrota por 2 a 1 em casa para o Oostende.

[foo_related_posts]

Atrás de um dos gols do estádio Constant Vanden Stock, um enorme bandeirão estilizado com o rosto de Kompany dava as boas-vindas de volta à casa, com a mensagem: “Partiu como um príncipe, voltou como um rei”. Do outro lado, um bandeirão enorme também o homenageava.

O zagueiro alcançou um patamar elevado com o que construiu no Manchester City e na seleção belga desde a saída do clube em 2006, para o Hamburgo, onde ficou por duas temporadas até ir à Inglaterra. Foram quatro títulos de Premier League pelos Citizens.

No jogo, Kompany apostou em si próprio para fazer dupla de zaga com Sebastiaan Bornauw. O time da casa saiu na frente com gol de Michel Vlap, aos 13 minutos, mas Ronald Vargas, aos 19 do primeiro tempo, e Fashion Sakala, aos 30 da segunda etapa, fizeram os gols da vitória de virada do Oostende.

O jogador-treinador permaneceu o tempo todo em campo, mas não conseguiu evitar a derrota, mesmo comandando tão de perto seus companheiros/comandados. Nada que arranhe significativamente a imagem do ídolo no retorno ao clube.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo