Europa

[Vídeo] É assim que uma torcida turca comemora enlouquecidamente um título inédito

De um jeito ou de outro, a Copa da Turquia consagraria um novato nesta quarta-feira. Konyaspor e Istanbul Basaksehir faziam uma decisão entre dois clubes “virgens”, que nunca tinham conquistado títulos de primeira grandeza no futebol turco. E os azarões acabaram se dando melhor. O time da metrópole amargou o seu segundo vice-campeonato da temporada, após perder a Süper Lig para o Besiktas. Após o empate por 0 a 0 ao longo dos 120 minutos de bola rolando, os alviverdes ganharam nos pênaltis, por 4 a 1. Triunfo que resultou em uma gigantesca invasão de campo durante a celebração.

A torcida do Konyaspor já tinha marcado presença antes do apito inicial, com um mosaico representando o técnico Aykut Kocaman e seus jogadores. Durante o duelo, entretanto, o destaque negativo ficou por conta dos apoiadores do Basaksehir, que entraram em confronto com a torcida do Eskisehirspor, também presente em sua casa. A confusão provocou a paralisação do jogo. Contornada a situação, o placar zerado persistiu. Até que a competência dos alviverdes na marca da cal, desencadeando a correria dos torcedores na celebração.

Tradicional figurante no Campeonato Turco, o Konyaspor conquistou a segunda divisão em duas oportunidades, batendo cartão na elite a partir dos anos 1980. Na última temporada, terminaram a Süper Lig na terceira posição, sua melhor classificação da história, que valeu uma vaga na Liga Europa. Na atual, aparecem em décimo, mas voltam à competição continental graças à copa. O clube do centro do país é o 13° a conquistar a Copa da Turquia, o primeiro campeão inédito desde 2008.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo